Fazer um hambúrguer artesanal deixou de ser algo gourmet hoje em dia. Não que seja fácil ou banal, longe disso. Mas é que existem tantos caras falando sobre o assunto, que não é tão difícil você encontrar o blend certo, o tempero adequado, e até se vale fazer na chapa ou na frigideira. Se você ficou meio perdido com os detalhes, nós vamos te ajudar a fazer o melhor burguer com essa linha.

E sem firulas! Quero dizer, sem tantas receitas mirabolantes. Existem muitas receitas e maneiras de inovar com os hamburguers, faz parte do segmento até para se diferenciar da concorrência. Mas para quem faz em casa, artesanal, sem esse compromisso enorme em ser um “chapeiro Bob Esponja”, se preocupar com o básico e saboroso é suficiente.

É nesse ponto que vamos nos focar, com aquele hambúrguer artesanal clássico que vai te dar a base para outras aventuras, se assim quiser.

Qual é o hambúrguer artesanal básico?

Veja como fazer hambúrguer artesanal clássico

Bem, todo mundo aprende uma base prática que fica bem com tudo, certo? No caso dos hamburguers artesanais, não tem mistério: blend de carnes moídas e moldadas para o formato; queijo em cima da carne; uma maionese ou molho; e um topping. Esse topping pode ser realmente qualquer coisa que dê uma diferenciada na opção de lanche.

Para nossa receita básica, vamos focar nos seguintes pontos.

  • Que tipo de carne
  • O tipo de queijo
  • Como fazer maionese caseira
  • Qual o topping básico

Á partir deles, é com você, jovem. Vamos começar!

Qual a melhor carne para fazer hambúrguer?

O hambúrguer artesanal deve ter um bom blend de carnes

Para cada bom especialista no assunto, há uma resposta diferente. Até burguer de picanha existe, e esse está bem longe de ser errado. Só ficaria caro pra cacete de fazer toda semana. Bom, então qual é a melhor escolha? Nossa dica é a seguinte: o blend de carnes deve ter um equilíbrio bom entre músculo, fibras e gordura.

Não é exagero ou frescura, jovem. Para começar, o blend é justamente a combinação de cortes diferentes, e moídos, para compor o burguer. Quem gosta de um bom churrasco sabe que as partes traseiras do boi costumam ter os melhores cortes para o momento. Enquanto as dianteira, mais fibrosas, costumam ser não apenas melhores para picadinhos, como também são mais baratas.

Quando montar o hambúrguer, combine carnes dos dois tipos, para ter o equilíbrio certo entre sabor, gordura, e preço também. Nossa recomendação, para começar a cuidar dessa nobre arte, é fazer um blend de acém e patinho. Algo como 350 g de acém para 200 g de patinho, para fazer dois hambúrguers. Na dúvida, faça duas partes de acém para 1 uma de patinho.

Misture bem as carnes, forme bolinhas, e jogue de uma mão na outra, para tirar o ar da carne e evitar que ela perca o formato na chapa ou na grelha. Só molde no formato de burguer quando levá-lo para grelha.

Quando estiver perto de chegar no ponto desejado, adicione o queijo. Aqui, prefira opções como cheddar, mussarela, ou bola, que são fáceis de trabalhar e derreter na carne, por serem um pouco mais gordurosos.

Fazendo a maionese caseira

hambúrguer artesanal também deve ter maionese

É uma receita simples, mas que muita gente se ferra por não saber o ponto. Mas vamos te dar uns macetes pra fazer essa delícia do jeito correto. Já aviso logo que vai um tanto de óleo, então tenha um vidro separado apenas para essas receitas.

Seguinte. No liquidificador, leve os seguintes ingredientes:

  • ½ cebola
  • 2 dentes de alho
  • 3 xícaras de leite
  • Sal à gosto

Bata tudo até ficar homogêneo. Na sequência, com o liquidificador ligado, adicione o óleo em ponto de fio, que é quando você o vira totalmente, sem colocar pressão na embalagem. coloque exatamente no centro do liquidificador, onde tem um “redemoinho”.

Ele começa a dar ponto quando esse espaço formado pela centrifugação começa a diminuir mais e mais. Quando estiver totalmente fechado, teste o ponto. Ele precisa estar cremoso. A quantidade exata de óleo varia bastante, pois ele é necessário justamente pra dar esse ponto.


Se quiser fazer aquelas maioneses específicas, como a clássica verdona de cheiro verde, pode precisar de um pouco mais de óleo, já que o ponto depende da quantidade de água presente nos ingredientes. Fique atento nesse equilíbrio, e terá uma maionese deliciosa por 3 dias. Isso aí, faça pra dar o tempo certo de consumo.

O Topping mais básico

hambúrguer artesanal clássico leva cebola caramelizada

Bom só com os dois acima, já dá pra comer como um rei em casa. Mas podemos ir além, jovem. Toppings são aqueles acompanhamentos que incrementam ainda mais o sabor, dão uma personalizada que não seriam possíveis na carne ou no molho/maionese.

Para te instigar a curiosidade e o desejo por fazer um bom topping, vamos começar pelo mais básico: cebola caramelizada. É bem simples de fazer, jovem: sabe a outra metade daquela cebola que usou pra fazer a maionese? Então, corte-a em anéis, ou tiras, como desejar.

Deixe a frigideira ou chapa onde vai fazer o burguer esquentar um pouco, adicione um pouco de azeite, e coloque as cebolas. Se quiser, adicione um pouco de açúcar mascavo, para dar mais cor e doce a elas. Deixe escurecer um pouco, e está pronta!

Uma última dica: sele o pão também

hambúrguer artesanal tem que ter o pão na chapa

Um conselho final para os jovens que ficaram com água na boca aí. Antes de montar o hamburguer artesanal, não se esqueça de selar o pão em que vai comer com manteiga ou azeite. Com esse cuidado, os sucos da carne ou o molho não vão desmanchar o pão, e você come com mais praticidade.

Agora que já tem a receita perfeita do hamburguer artesanal, e com ela dar um boost na sua criatividade culinária, que tal uns conselhos para comer essa iguaria como um lorde, sem sujar a barba? Aqui cuidamos de tudo, jovem, então não se atrapalhe! Deixe nos comentários se teve algum ponto importante que faltou no nosso burguer, fora comer rsrs. Até a próxima!


Deixe sua pergunta ou opinião

Ad Blocker Detected

Our website is made possible by displaying online advertisements to our visitors. Please consider supporting us by disabling your ad blocker.

Refresh