Você sabe o que é fimose? Na Beard temos algumas explicações.

Tu sabe mesmo o que é fimose? Tem quem olhe pra questão de um jeito cômico, como se fosse engraçado ter problemas na região da glande e do prepúcio. Até você passar por isso, e acontecer pelo fato de não cuidar direito da região íntima. Por isso é bom, antes de fazer troça, saber o que é até para se cuidar.

Para começar: a fimose não é uma doença. Trata-se de uma condição causada por diversos fatores, em que a cabeça do pênis não consegue ser exposta. Isso pode ser causado na infância, o que é um pouco mais fácil de ser tratado, como na vida adulta, em que fica realmente mais enjoado de tratar.

Vamos falar um tanto sobre o assunto aqui, e como você pode dar um jeito decente na saúde.

O que é fimose, de fato?

Na fimose, a pele do prepúcio fica tão colada a glande que dificulta a saída da mesma, seja para ações simples como urinar ou lavar durante o banho, ou em casos mais íntimos, na relação sexual. 

O fato de ser comum em crianças é que, nos primeiros anos de vida, a pele nessa região tem maior aderência a glande. Então qualquer ferida, machucado ou mesmo falta de higiene pode potencializar as chances de desenvolver fimose.

Tipos de fimose

Como as causas da fimose podem variar a depender principalmente da faixa etária, podemos elencar dois tipos conhecidos.

  • Fisiológica: presente desde o nascimento, é uma condição mais genética, a ocorrer geneticamente
  • Secundária: ocorre em qualquer fase da vida, e pode vir de infecções ou de machucados na região.

Essa diferenciação é importante, pois além da identificação, os tratamentos são diferentes. Por exemplo, em um caso de fimose fisiológica, os tratamentos são rápidos, e muitas vezes nem é necessário cirurgia. Já no caso de fimose secundária, causada por uma infecção, o tempo para tratá-la é um pouco mais longo.

Como tratar a fimose?

Se você sabe o que é fimose, agora precisa saber como tratá-la

Hoje em dia, é relativamente fácil cuidar da fimose. com tratamentos que não causam risco à saúde, e menos ainda ao seu bigulin. E jovem, não seja moleque: tratar a fimose assim que ela for identificada é uma atitude mínima para ser responsável com a saúde. E independente de zueiras e de orgulho da sua parte, cuidar disso imediatamente é uma responsabilidade totalmente sua. 

Só para você ter uma ideia: não cuidar da fimose traz dificuldades ao ir no banheiro, já que o jato não sai com facilidade, e até piora a infecção. A ereção torna-se mais dolorida, assim como o ato do sexo.

E quanto mais você enrolar pra tratar a fimose, mais perigoso fica, inclusive no tratamento. Então, já entendeu, certo? Vamos mostrar algumas das alternativas possíveis. 

Massagem

Essa é a saída mais simples para casos iniciais de fimose que não causaram maiores prejuízos ainda. Especificamente, são para casos voltados para crianças acima dos 5 anos de idade. Para tanto, a massagem é puxar a pele do prepúcio aos poucos, conforme a indicação médica. 

A intenção é fazer com que a pele descole da glande gradativamente, acostumando-a na retração, e tornar o hábito seguro com o passar do tempo. Não exagere, certo?

Intervenção cirúrgica

São casos em que o exercício proposta na massagem não deram certo, e o risco é grande o suficiente para a saúde. Felizmente, hoje em dia as intervenções são de rápida recuperação, não durando mais que uma semana em casos mais graves, com raras exceções. 

Contudo, nos casos de intervenção cirúrgica, ocorre a retirada do prepúcio. A ação não provoca riscos reais à saúde, apenas aumenta os cuidados com a higiene íntima, já que a glande, mais exposta, pede por uma limpeza mais aprofundada, e até mesmo mais ações, como por exemplo, a aparar os pelos.

Fimose antes e depois

Aplicação de pomada

Para casos de fimose causadas por infecções podem ser resolvidas com uma técnica próxima da primeira mencionada acima. Aqui, usam-se pomadas a base de corticoides, com propriedades anti-inflamatórias e analgésicas que ajudam a tratar as infecções ao mesmo tempo em que libera a pele pouco a pouco.

Dicas da Beard para não se assustar com a Fimose

Viu como cuidar da fimose é mais tranquilo do que parece? Para deixar o cuidado mais fácil, preparamos algumas dicas extras pra te ajudar na prevenção e na atenção quanto aos cuidados íntimos nessa parte para que não sofra com a fimose.

  • Limpeza é fundamental – Sem isso, não tem jeito, jovem: uma hora ou outra você vai acabar com problemas na região. E também não é um bicho de sete cabeças: basta limpar bem a região do prepúcio, e fazer o exercício de colocá-lo para fora ao usar o banheiro, no banho, etc. Assim não tem risco da pele colar na glande.
  • Cuidado ao puxar o prepúcio – Sim, falamos sobre fazer o exercício de colocar o prepúcio para fora, para que ele não cole. Porém, o oposto também é válido: nada de ficar arregaçando a pele da glande. isso aí mesmo, arregaçar. Muitas vezes, você pode acabar com fimose por não tomar cuidado ao cuidar dessa região. Cuide com carinho rsrs.
  • Em caso de fimose, não force a barra – Parece assustador de primeira, mas não force a barra, jovem! Não puxe de qualquer jeito, senão a chance de você causar uma situação ainda mais complicada para sua questão.

E não esqueça: para dar um trato na saúde íntima masculina, é necessário o produto certo. Aqui na Beard tem o Sabão Crá Crá, da Don Alcides, já bem conhecida do nosso público pela qualidade e pela versatilidade dos produtos. Confira lá na nossa loja, e até a próxima!

Deixe sua pergunta ou opinião

Ad Blocker Detected

Our website is made possible by displaying online advertisements to our visitors. Please consider supporting us by disabling your ad blocker.

Refresh