em ,

O que é NoFap

O desafio da não masturbação, e ai você já tentou?

Talvez você já tenha se deparado pela internet com o termo “NoFap” ou “NoFap Setembro”, “NoFap Novembro”, “Desafio NoFap”, entre outros, e tenha se perguntado afinal do que se trata?

Ou então talvez você até já saiba o que significa o desafio NoFap, mas não tem a menor ideia de como colocá-lo em prática ou se esse desafio funciona ou não.

Diz uma velha piada que 98% dos homens se masturbam e os outros 2% estão mentindo. Brincadeiras à parte, esse é um hábito que, praticado com moderação, não traz um grande problema para a nossa vida.

Acontece que com o surgimento da internet e a popularização dos smartphones, o acesso à pornografia foi ficando cada vez mais fácil. O PornHub, por exemplo, teve mais de 33 bilhões de acessos (com “b” mesmo) em 2018.

Esse cenário levou muitas pessoas a se viciarem em pornô — e como resposta a isso, surgiu um movimento chamado NoFap, que defende a abstinência deste tipo de conteúdo.

vício em pornografia é um assunto sério. E não estamos dizendo isso por moralismo, mas porque traz uma série de malefícios à vida sexual da pessoa.

Pois se você possui algumas dessas dúvidas, não se preocupe, pois nesse artigo completíssimo que preparamos sobre o assunto, você irá descobrir:

Qual o significado de NoFap?

Qual o significado de NoFap

Como você talvez já deve saber, a palavra “Fap” em inglês é uma designação informal para a palavra “Masturbação”.

No bom português, “Fap” equivaleria ao termo “Punheta” aqui do Brasil.

Portanto, “NoFAP” (No+Fap) seria um neologismo para “Não bater punheta” ou “Não se masturbar”.

A palavra “Fap” teve origem nos quadrinhos mangá e, na verdade, se trata de uma onomatopeia para o som emitido durante o ato de masturbação (“fap, fap, fap”).

Já o “NoFap” como movimento, teve origem nos Estados Unidos em 2011, logo se tornou um fenômeno mundial e hoje é uma marca registrada.

O que é o Desafio NoFap?

O que é o Desafio NoFap

Tudo começou quando um usuário do site Reddit, chamado Alexander Rhodes, teve acesso a um estudo científico feito na China que comprovou que homens que ficavam 7 dias sem se masturbar aumentavam seu nível de testosterona em 145,7%.

Esse estudo deixou Alexander muito interessado pelo assunto, fazendo com que ele lançasse um desafio na internet para incentivar outros homens a fazerem o experimento de abstinência de masturbação para ver o que ocorreria.

Esse desafio ficou conhecido como “desafio NoFap” e a ideia começou pequena com a simples intenção de mostrar aos homens que a masturbação em excesso prejudicava a qualidade de vida, principalmente e a sua vida sexual.

Nem o próprio Alexander acreditava que o movimento ganharia força mundialmente e seria aderido por homens de todas as nacionalidades e com idades muitos diferentes, alcançado em pouco tempo mais de 30 mil participantes.

Inicialmente eram criados pequenos desafios semanais para ajudar os homens a se livrarem da masturbação. Com o tempo, os próprios participantes passaram a criar metodologias e contagem de dias variadas.

Cada tentativa de mudança era considerada uma “fapstinence”, ou seja, uma tentativa de “abstinência de masturbação” e atualmente existem várias modalidades de NoFap como veremos mais adiante.

Como fazer o NoFap?

Como fazer o NoFap

Existem diversos parâmetros ou modalidades para realizar o Desafio NoFap.

Ou seja, antes de iniciar um desafio, cada usuário terá que escolher o modo, a duração de seu desafio e também quais critérios constituem uma falha no desafio.

Para saber se você obteve uma vitória em algum desafio, você deve se abster dos hábitos problemáticos escolhidos por toda a duração de tempo escolhida do desafio.

Se você conseguir, isso significa que você completou um desafio NoFap. Simples Assim!

Abaixo, selecionamos os principais parâmetros para a realização do NoFap:

1 – NoFap por número fixo de dias

O padrão clássico do NoFap é a reinicialização de 90 dias.

90 dias é um desafio para a maioria das pessoas e um tempo razoável para que você perceba uma melhora significativa em sua vida.

No entanto, você mesmo pode escolher o número de dias que julgar apropriado.

Algumas pessoas ambiciosas tentarão passar um ano inteiro no desafio, enquanto outras estão tão arraigadas em seus hábitos que apenas chegar em uma semana de desafio pode ser uma vitória para elas.

A chave aqui é escolher um período de tempo que ao terminar você possa olhar para trás e sentir uma sensação de realização.

2 – NoFap Mensal

Uma alternativa a ter que escolher um período de tempo é fazer um desafio mensal.

Em suma, escolher um mês do calendário e ficar sem se masturbar ou consumir pornografia durante este período.

Isso pode ser um bom ponto de partida para a maioria das pessoas e também uma forma de avaliar o quão alto está o seu grau de dependência.

Se você não conseguir cumprir nem mesmo um único mês de desafio, talvez seja um sinal de que você precisa de ajuda ou que esteja num grau elevado de vício.

3 – NoFap baseado em Sintomas Específicos

Além do desafio NoFap nos parâmetros mostrados acima, alguns usuários optam por reinicializar o desafio até sentirem os benefícios de uma sexualidade mais saudável ou então removerem os sintomas negativos que eles tinham antes do desafio.

Esta pode ser uma boa escolha para as pessoas que se envolveram com o desafio especificamente para lidar um problema que estão enfrentando.

Por exemplo, alguém que suspeite que sua disfunção erétil é induzida por pornografia poderia fazer o desafio NoFap para ver se ele alivia os seus sintomas.

Nesse caso, será necessário uma meta um pouco maior de dias, pois nem todos os hábitos alimentados por anos, irão sumir do dia para a noite com a realização do desafio.

O cérebro e o corpo precisam de tempo para se recuperar e embora um desafio baseado em sintomas seja uma boa técnica para pessoas que procuram resultados concretos, nem todos os sintomas negativos sã induzidos pela prática de masturbação ou pelo consumo de pornografia.

Nesses casos específicos, onde os sintomas não são necessariamente induzidos pela pornografia ou masturbação, o desafio NoFap obviamente não trará resultados.

Quais as Modalidades de NoFap?

Quais as Modalidades de NoFap

Além dos parâmetros demonstrados anteriormente, o NoFap também possui algumas modalidades específicas.

Abaixo, as três modalidades mais comuns de NoFap:

1 – NoFap Modo P – Sem Pornografia

O Modo P de NoFap (sem pornografia) requer apenas que um participante se abstenha de ver pornografia durante o período do desafio.

Participantes em modo P se permitem se masturbar e ter orgasmos com ou sem um parceiro sexual.

Embora esse modo não seja tão comumente praticado quanto os outros modos, alguns membros chegam à conclusão de que assistir à pornografia e apenas assistir à pornografia é um hábito sexual problemático.

E de fato, como veremos a seguir na parte sobre as pesquisas cientificas, este é realmente o principal problema, que se eliminado já trará inúmeros benefícios para os seus praticantes.

Porém, cuidado! Embora a abstenção de pornografia seja, sem dúvida, uma boa ideia, este modo em suas próprias armadilhas e as pessoas devem estar preparadas para enfrenta-las.

Mais abaixo falaremos das principais dificuldades e armadilhas do NoFap.

Antes, vamos conhecer como funciona o Modo PM, ou seja, NoFap sem Pornografia e sem Masturbação…

2 – NoFap Modo PM – Sem Pornografia e Sem Masturbação

O Modo PM é quando uma pessoa se abstém da pornografia e da masturbação, mas se permite praticar sexo e ter orgasmos.

Esta é uma escolha popular entre os participantes que têm parceiros ou são sexualmente ativos e é a mais recomendada por diversos motivos.

O primeiro deles é que a prática do sexo normal, quando feita em conjunto com a abstinência de masturbação e de pornografia, irá criar caminhos neurais em seu cérebro que irão fortalecer os vínculos afetivos e o contato com a realidade, diminuindo os caminhos criados artificialmente pela masturbação e pornografia.

Ela também previne as pessoas de sofrerem com o excesso de sêmen acumulado e com a queda abrupta de dopamina no sistema nervoso que ocorre sempre quando se retira uma fonte artificial de dopamina como a encontrada na pornografia.

3 – NoFap Modo Hard – Sem Pornografia, Sem Masturbação e Sem Orgasmo

Como muitos adeptos do NoFap eram jogadores de vídeo game e nos jogos geralmente existem níveis de dificuldade (fácil, moderado e difícil), a modalidade de NoFap que propõem a abstenção total de Pornografia, Masturbação e Orgasmo foi apelidada carinhosamente pelas pessoas de modo de “Hard Mode” (ou “modo difícil”).

Nessa modalidade, abster-se de PMO (Pornografia, Masturbação e Orgasmo) significa além de parar com a masturbação, também não ter orgasmos ou sexo com outra pessoa.

Muitos usuários fazem o desafio Hard Mode por padrão, já que eles não têm parceiros ou não são sexualmente ativos.

Pessoas com parceiros ainda podem fazer Hard Mode, mas vão querer ter o seu parceiro a bordo com a ideia de se abster de sexo ou aprender técnicas sexuais não-orgásmicas como Tântra, karezza, etc, por exemplo.

NoFap de outros vícios, hábitos ou comportamentos prejudiciais

NoFap de outros vícios, hábitos ou comportamentos prejudiciais

Os benefícios do NoFap são tantos para quem o pratica que uma pergunta muito comum que surge com frequência é se o desafio NoFap também serve para lidar com outros hábitos nocivos, como por exemplo, parar de beber, fumar ou até mesmo parar de se alimentar mal?

E a resposta é sim!

Apesar de ainda não existir muitos relatos se o NoFap também funcionaria para outros hábitos, trata-se de uma estrutura de desafio que pode ser facilmente adaptada para outros objetivos.

Na pior das hipóteses você irá continuar com o problema. Na melhor, irá superá-lo ou então atenuar os seus sintomas.

Partindo do princípio da plasticidade cerebral, é razoável imaginar que qualquer interrupção significativa de um comportamento negativo em nossas vidas, pode sim trazer resultados positivos de médio à longo prazo.

Portanto, se você gasta muito tempo navegando em redes sociais, bebe muito café ou vive um estilo de vida sedentário ou tem maus hábitos alimentares, encorajamos você a adequar o seu desafio às suas próprias necessidades e aspirações.

Só tenha em mente antes de começar, que fazer muitas mudanças de uma só vez é mais difícil de sustentar. Logo, caso for aplicar o NoFap para outros hábitos, procure escolher um ou dois hábitos apenas de cada vez para não sobrecarregar demais o seu desafio.

NoFap funciona?

NoFap funciona

Sim, funciona!

É gigantesca a quantidade de pessoas que afirmam que o desafio NoFap proporcionou inúmeros benefícios e mudanças positivas em suas vidas.

Uma explicação para isso é que a diminuição da masturbação, aliada a diminuição do consumo de pornografia, fez com essas pessoas conseguissem direcionar os seus interesses para outros aspectos da vida que até aqui ignorados.

Com mais foco no trabalho, família, relacionamentos e saúde, as pessoas começaram a evoluir em muitos aspectos.

Veja abaixo os principais benefícios e também relatos de pessoas que realizaram o desafio…

Quais os Principais Benefícios do NoFap?

Quais os Principais Benefícios do NoFap

Em relação aos benefícios do NoFap, você vai encontrar vários. Abaixo, os mais conhecidos:

  • Mais tempo livre: Muitas pessoas que entram para o Desafio NoFap se admiram de quanto tempo livre elas possuíam e não sabiam. Às vezes nem se davam conta do tempo que perdiam em função das sessões de pornografia e masturbação, só indo reparar nesse sintoma depois de efetivamente pararem e perceberem o tanto que esse hábito ocupava de espaço nas suas vidas.
  • Relacionamentos mais profundos: Consequência direta da ressensibilização do cérebro, esse sintoma é relatado por praticamente todas as pessoas que praticaram o NoFap e possuem uma parceira (o) fixa. O resultado que elas obtiveram foi o fortalecimento do vínculo com a sua parceira (o) e também um reconhecimento maior das qualidades e belezas dela que antes não eram percebidas ou então eram abafadas pelo vício em masturbação.
  • Memória da Clareza mental: Não são poucos os relatos de pessoas que melhoraram suas notas no colégio e na faculdade, que redescobriram sua capacidade de memorização e que pararam de vez com o hábito da procrastinação. Esse fenômeno pode ser explicado do ponto de vista neurológico devido à reversão dos sintomas de Hipofrontalidade e da recuperação dos centros executivos do córtex pré-frontal que são afetados diretamente pelo consumo de pornografia.
  • Fim da Disfunção Erétil: Esse é o principal benefício relatado por quem adquiriu Disfunção Erétil induzida pela pornografia depois de realizar o experimento de 90 dias. Muitas dessas pessoas observaram a reversão completa das suas Disfunções Eréteis em até menos tempo do que isso. Algumas levaram 30 dias, já outras precisaram um pouco mais de tempo, 120, 180 dias, por exemplo.
  • Sêmen mais consistente: Esse não é um relato tão comum como os outros, mas para algumas pessoas, sobretudo os usuários que fizeram o NoFap em “hard-mode”, foi notada tanto uma melhora na consistência do sêmen, quanto da sua aparência, quantidade e textura.

Quais as Principais Dificuldades do NoFap?

Quais as Principais Dificuldades do NoFap

Não pense que aderir o NoFap será uma tarefa simples. Você terá que ter muita força de vontade e foco para conseguir levar uma vida sem o vício em masturbação.

Apesar dos benefícios encontrados, há desafios e dificuldades que você terá que superar. Separamos aqui alguns dos que mais acontecem para que você os antecipe:

  • Fortes impulsos sexuais: Principalmente, se você já tinha o hábito de consumir pornografia há longos anos, você perceberá que em principalmente nos primeiros dias do desafio, a compulsão pelo consumo de pornografia e masturbação ficará bem mais intensa. É por este motivo que maioria das pessoas recorrem ao uso de bloqueadores para conseguir passar por essa fase mais tranquilamente.
  • Flat-line: A Flat-line é uma fase típica por que passam muitos homens que estão realizando o desafio NoFap. A palavra “flat” vem de “flácido” em inglês e é uma situação temporária e bastante desconcertante que ocorre principalmente nas primeiras semanas de reboot. A Flat-line dá a sensação de que parar de ver pornografia e de se masturbar é o que causa impotência sexual e não o contrário, uma vez que a sua libido diminui e o seu pênis fica flácido por alguns dias. A boa notícia é que essa é uma situação temporária e a sua libido voltará ao normal após o experimento.
  • Efeito Caçador: Efeito Caçador é o termo usado geralmente para descrever os intensos desejos que sentimos após sentirmos um orgasmo. O Efeito Caçador pode ser uma armadilha durante o desafio NoFap, porque logo após um orgasmo, este efeito pode nos induzir a querer fazer sexo ou a nos masturbar compulsivamente e, sem querer, nos levar de volta a pornografia. Saber de antemão que ele irá ocorrer é o suficiente para observar esse fenômeno e não se deixar levar por ele.
  • Polução noturna: Muitos homens relatam que ao aderir o NoFap passaram a ter ejaculações durante o sono. Isso é bastante comum e você não precisa se culpar por isso, pois se trata de uma função natural do corpo que antes estava sendo suprida artificialmente através da masturbação.
  • Sintomas de ansiedade, tristeza ou desespero: Se você tem um vício em pornografia e masturbação muito enraizado em você, é natural e até esperado que você apresente alguns sintomas quando remover essas variáveis da sua vida. Trata-se simplesmente de seu corpo reagindo à mudança de hábito que você está implementando. A boa notícia é que esses sintomas são temporários e tendem a diminuir na medida em que o desafio avança.

Existe alguma validade científica para o NoFap?

Existe alguma validade científica para o NoFap

Atualmente já existem mais de 40 estudos neurológicos que avaliaram o funcionamento e a estrutura do cérebro de usuários de pornografia da Internet.

E também outros 250 estudos cerebrais sobre vícios de internet, muitos dos quais também incluem o uso de Pornografia da Internet.

Em suma, todos esses estudos suportam a premissa básica de nosso site que desde 2014 vem alertando que o uso de pornografia da Internet pode causar alterações cerebrais nos indivíduos e causar dependência (vício).

Em outras palavras, já foi comprovado extensivamente e que o consumo de pornografia vicia e causa uma série de consequências negativas.

E também já foi comprovado que se abster de consumir pornografia por um período mínimo de tempo pode reverter à médio prazo a grande maioria dessas consequências.

Aliás, para saber mais sobre isso, dê uma olhada em nossa página completa que organizamos com mais de 200 pesquisas e estudos científicos atualizados sobre o Vício em Pornografia.

Ok! Mas em relação à masturbação, existe algo comprovado?

Já em relação à masturbação isoladamente, existem poucos e conflitantes estudos realizados.

Isso ocorre por vários motivos…

O principal deles é que é quase impossível encontrar pessoas que se masturbam sozinhas, sem uso de pornografia para realizar algum estudo desse tipo.

Isso porque a maioria das pessoas não consegue desassociar a prática da pornografia da masturbação ou mesmo nem consegue se masturbar sem o uso de pornografia.

Ou seja, a maioria das pessoas confundem o ato de se masturbar com o ato de consumir pornografia, apesar de serem duas coisas completamente diferentes do ponto de vista do nosso cérebro.

Muitas até dizem que conseguem se masturbar sem pornografia, mas utilizam-se de fantasias pornográficas mentais acumuladas durante anos para se estimular ou atingir o orgasmo, o que dá no mesmo.

Logo, a grande maioria das pessoas que se diz viciada em masturbação, na verdade está viciada em pornografia e largar da pornografia e somente a pornografia já é suficiente para elas se recuperarem dos principais sintomas ocasionados pelo vício.

Outra evidência de que o problema é o consumo de pornografia e não necessariamente a masturbação é que o consumo de pornografia está diretamente associado com a desregulação da substância dopamina no sistema nervoso.

Já o orgasmo e a masturbação em si, estão associados diretamente com os opióides que são substâncias completamente diferentes.

Por isso, quem está viciado em pornografa não está viciado em orgasmo ou masturbação, uma vez que não existe nenhuma razão química ou evolutiva para o seu cérebro te viciar em masturbação.

Já em pornografia existem diversas razões para isso. Saiba mais sobre isso através da leitura de nosso artigo completo sobre o que é o vício em pornografia.

É por este motivo que o nome desse site é “Vício em Pornografia como Parar” e não “Vício em masturbação como Parar”.

É por este motivo que maioria das comunidades NoFap, tiveram que adaptar os seus discursos ao longo dos anos, admitindo que o problema central e que causa a maioria dos sintomas negativos é o consumo de pornografia e não necessariamente a masturbação.

E é por esse motivo que nós não defendemos a abstinência sexual como um estilo de vida permanente. E também não necessariamente condenamos a masturbação.

Parece uma diferença mínima, mas é importante esclarecer isso para que você não incorra nos perigos que veremos mais abaixo.

No entanto, isso não significa que a masturbação seja totalmente saudável ou que o NoFap não seja um experimento válido. Pelo contrário…

É consenso entre as pessoas que se livraram do vício em pornografia que durante o tratamento para o vício em pornografia é fundamental elas também se absterem da prática de masturbação, ou seja, é fundamental realizar o NoFap.

Isso porque que a masturbação é um poderosos gatilho para pornografia já que como vimos anteriormente é praticamente impossível alguém se masturbar sem pornografia ou fantasias (que seriam o mesmo que ver pornografia).

Se abster de masturbação e orgasmo durante o tratamento também parece ser bem eficiente nos casos que envolvem o sintoma de disfunção erétil induzida pela pornografia.

Pessoas quando tentam parar de consumir pornografia, mas continuam se masturbando tendem a recair com mais frequência ou então não conseguir concluir o tratamento para o vício em pornografia.

Por fim, pessoas que se abstém das duas coisas em conjunto, masturbação e pornografia, geralmente conseguem uma recuperação mais rápida e sem recaídas.

Logo, evitar ao máximo a frequência da masturbação através do NoFap é um item básico e até uma consequência direta de quem está realizando o tratamento para o vício em pornografia.

Existe algum perigo em praticar o NoFap?

Existe algum perigo em praticar o NoFap

Como acabamos de enfatizar, o único problema real com a prática do NoFap é realmente o de confundir o consumo de pornografia com a prática de masturbação.

Isso é um problema porque que se você tiver uma recaída em masturbação, mas não em pornografia, poderá acreditar que colocou todo o experimento a perder, sem ter feito realmente isso.

Resetar o contador de dias incorretamente e sem necessidade por ter se masturbado sem pornografia pode ter um efeito psicológico negativo e pode induzir a pessoa retornar imediatamente para o consumo de pornografia e de lá nunca mais sair.

Isso seria mil vezes mais prejudicial para ela em termos neuroquímicos do que praticar a masturbação limpa* de vez em quando, caso seja necessário, ou caso ela não consiga ficar tanto tempo assim sem ejacular.

*Masturbação limpa é uma masturbação feita sem pornografia e sem fantasias mentais, feita com o objetivo apenas de ejacular ou expelir as células sexuais (sêmen) não utilizadas pelos homens (para as mulheres isso ocorre naturalmente através da menstruação) e é um recurso útil para quem está realizando o tratamento para o vício em pornografia.

Relatos de pessoas que fizeram o desafio NoFap

Relatos de pessoas que fizeram o desafio NoFap

Atualmente já existem milhares de relatos de pessoas que fizeram o desafio NoFap.

O nosso site apesar de estar focado prioritariamente no tratamento do Vício em Pornografia, também pode ser considerado um site NoFap.

Abaixo alguns breves relatos de pessoas anônimas que realizaram o desafio NoFap e os resultados que obtiveram:

“Notei várias mudanças: a minha voz fica mais profunda eu fico mais carismático; mais magnético, os homens e as mulheres gostam de se comunicar comigo, minha pele fica melhor e, em geral eu tenho mais energia e as minhas emoções e pensamentos ficam mais facilmente sob controle.”

“Eu sempre tinha sonhos negativos, às vezes muito intensos, às vezes apenas levemente negativos, mas sempre negativos, todos os dias da minha vida. Apenas alguns dias sem masturbação e pornografia eu percebo que meus sonhos são 100% de positividade pura e eu acordei feliz e motivado e cheio de energia. Isto para mim é um claro indicador de que o NoFap funciona e de que há claramente uma mudança para melhor em o meu subconsciente.”

“Se você conseguir ficar firme por pelo menos 3 semanas você verá o quão poderoso isso é. A claridade e a falta de depressão para mim foram extremamente visíveis e você vai se sentir como se fosse outra pessoa. Isso me deu esperança de que não existe nada de fundamentalmente errado comigo. Só por ter tido essa experiência de claridade e falta de depressão foi algo poderoso! Pode demorar um pouco, mas realmente vale a pena ficar livre disso.”

SERÁ QUE ESTOU VICIADO?

Como saber, então, se você está viciado em pornô? Não existe uma definição clínica, mas há alguns sinais que ajudam a identificar:

  • Eu não consigo resistir ao impulso de ver pornografia
  • Eu não consigo me masturbar sem o auxílio da pornografia
  • Eu gasto mais tempo em pornografia do que eu gostaria
  • Eu já tentei parar de ver pornografia, ou ver menos, mas não consegui
  • Eu costuma ter problemas de ereção ou ejaculação com mulheres reais
  • Eu prefiro me masturbar do que fazer sexo
  • Eu continuo consumindo pornografia mesmo sabendo dos efeitos colaterais
  • Eu às vezes deixo de fazer atividades sociais para ficar vendo pornografia
  • Eu me sinto ansioso quando não tenho acesso a pornografia

Caso você se identifique com algumas dessas afirmações, é possível que esteja com algum grau de vício. Mas não se desespere, porque há solução. Lembra o movimento NoFap que comentamos no começo do texto? Trata-se de uma comunidade online, com fórum, na qual as pessoas viciadas em pornografia trocam dicas — e oferecem apoio emocional — para superar a obsessão.

Ao contrário do que algumas pessoas imaginam, o NoFap não incentiva os homens a pararem de ser masturbar completamente, mas sim a fazê-lo sem o auxílio de pornografia.

A sugestão dos criadores do programa é ficar em 90 dias de abstinência total, incluindo sexo, para fazer uma espécie de “reboot” nos hábitos sexuais. Depois disso você pode voltar a transar e se masturbar, mas de preferência eliminando a pornografia da rotina, para não recair no vício.

4 RAZÕES PARA PARAR DE VER PORNOGRAFIA

1# PROBLEMAS EM MANTER EREÇÃO

Assim como o organismo de um alcoólatra vai aumentando a sua tolerância com a bebida, no caso da pornografia é igual. O usuário de pornografia às vezes vai precisando de conteúdos cada vez mais exagerados para se sentir estimulado. E, quando vai fazer sexo, por mais que esteja com vontade, seu corpo às vezes não corresponde e ele acaba broxando.

2# DIMINUIÇÃO NA SENSIBILIDADE DO PÊNIS

Na masturbação, temos o controle da firmeza com a qual seguramos o pênis. Em geral, ele fica mais apertado do que durante o sexo, por isso pode haver uma diminuição em sua sensibilidade ao transar.

3# DIFICULDADE EM GOZAR

Na masturbação controlamos também a velocidade do estímulo. Quando você se acostuma a gozar em alta velocidade, pode encontrar dificuldades em atingir o clímax no sexo comum, que é mais cadenciado.

4# PROPENSÃO A EJACULAR RÁPIDO DEMAIS

Às vezes o que acontece é exatamente o contrário ao que falamos no item anterior. Na masturbação, alguns homens se concentram em gozar o mais rápido possível e, quando estão com uma parceira física, não conseguem segurar, tendo um episódio de ejaculação precoce.

Como vocês podem ver, o negócio é sério. Esse consumo obsessivo de pornografia é um dos principais fatores que levaram a incidência de disfunção erétil aumentar drasticamente entre os jovens. Ao esperar que o sexo da vida normal seja igual ao de um filme erótico, muitas rapazes acabam falhando na Hora H pela falta de libido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Avatar for Rodrigo

Escrito por Rodrigo

Barbudo com interesses diversos, expert em produtos para barba e cuidados, porem focado em ajudar outros barbudos em como cuidar melhor de suas barbas e ter seu estilo próprio.
Tem alguma dúvida? Pergunte-me e irei lhe ajudar no que for preciso para deixar sua barba top!

barbicha cristiano ronaldo

Por Que Alguns Homens não tem Barba?

Seja um Expert em Seios e Surpreenda