Assim como existem alguns assuntos do universo feminino que são um tanto difíceis de falar em diversos níveis, também existem alguns tópicos que deixam os homens no mínimo nervosos. Ou estranhos, ou mesmo incomodados. E não, dessa vez não vamos falar sobre exame de próstata, embora esteja relacionado em algum ponto com ela. Dessa vez, a questão é sobre Vasectomia.

Primeiramente, é bom entender do que se trata esse ponto. Basicamente, trata-se de um procedimento cirúrgico em que os canais que conectam o envio de espermatozóides nos testículos é cortado, fazendo com que o homem não possa ter mais filhos. Esse é um procedimento irreversível, e é aqui que entra a “polêmica” para muitos caras. Será que isso é mesmo necessário?

É o que vamos descobrir aqui. O legal da Beard é que podemos falar desses assuntos numa boa, certo?

O que é a vasectomia

Trata-se de uma cirurgia simples que interrompe a passagem dos espermatozoides do saco escrotal para o líquido ejaculado. Após anestesia local, é feita um pequeno corte no saco para localizar os canais por onde passa o sêmen com os espermatozoides. Esses canais são cortados e depois amarrados. Por fim, o médico fecha o pequeno corte.

O procedimento costuma ser rápido, pouco invasivo e pode ser realizado até em ambulatório, sem necessidade de centro cirúrgico. Em menos de 30 minutos, o homem está liberado e pode ir para casa tranquilamente.

O que leva um homem a pensar na vasectomia?

A Vasectomia deve ser uma escolha consciente

Existem alguns fatores que levam um homem a pensar na vasectomia. Para caras casados que já tem ao menos um ou dois filhos, considerar a opção é razoável quando a esposa também não quer e a opção de contraceptivos se torna mais complicada. Os caras solteiros, por sua vez, talvez não queiram de fato ter filhos – é uma escolha de vida que algumas pessoas podem entender, e outras não.

O fato é que pode chegar uma hora em que a vasectomia pode ser considerada, seja por questões práticas, ou um pedido sincero de quem temos próximos e que também desejam uma vida mais segura em um tópico tão adulto, vamos dizer assim, como a gravidez. Se a gente levar por esse lado, como uma opção, por que ela pode ser tão difícil?

Uma decisão que não se volta atrás…

Tome cuidado ao decidir para a Vasectomia

A Vasectomia uma incisão com efeitos permanentes. Até dá para pensar numa reversão caso mude de ideia, porém o resultado vai depender tanto do tempo em que fez a vasectomia, quanto os meios que elas foram feitas. A reversão, no caso, é feita através da reconexão de alguns canais de espermatozóides aos testículos, não da mesma forma que antes.

A questão da reversão é delicada, pois mesmo que o paciente possa voltar ao estado anterior, é bem possível que o organismo crie anticorpos para eliminá-los, o que, tecnicamente, impede o homem de ter filhos.

Deu pra ver que isso não é algo que possa decidir na emoção, certo? Nós nunca sabemos como vai ser o dia de amanhã, nem pra gente, nem pra outras pessoas próximas de nós que possivelmente estejam contando com essa escolha. Então como lidar com ela?

Quebrando o tabu

Busque a Vasectomia apenas se sentir seguro

Jovem, uma coisa é certa: você não vai ter problemas de ereção ou algo assim com a vasectomia. Os efeitos são apenas na produção dos espermatozoides, não do esperma. Apesar de ainda levar um tempo até que a produção cesse de vez, a vida sexual segue normalmente. Quer dizer, após o período de recuperação, é claro.

O que importa aqui, no entanto, são dois pontos, jovem. O primeiro é quanto a decisão se relacionar com outras pessoas próximas e queridas a você. O segundo é quanto a suas próprias convicções e anseios. Cada caso tem um contexto de acordo, e é isso que podemos conversar, sem receios.

Não fique nervoso com a vasectomia

Defina se a Vasectomia é uma decisão importante

Por falta de conhecimento, ou puro machismo e achismo mesmo, tem muitos caras que só de ouvir a palavra já ficam extremamente irritados. Quando se é pedido a vasectomia, ou quando o assunto é conversado, em muitos casos a primeira reação é contrária e por vezes agressiva: “como assim cortar alguma coisa aqui embaixo?”, só pra não colocar as reações mais realistas em cheque.

Se você reage desse jeito, a única que vai conseguir ao longo do tempo é uma angústia consigo mesmo, e uma pequena rachadura na relação. Antes de perder a cabeça, ou apenas dizer não com sinceridade e tranquilidade, pense nos motivos que fazem elas pedirem tal coisa.

Em nenhum dos casos isso fere a masculinidade. Se você escolheu viver para sempre com ela, e não tem mais a pretensão de ter filhos, a vasectomia pode ser uma decisão bem vinda para tornar a vida sexual mais tranquila, de certa forma. Isso para citar um exemplo apenas, já que existem outras tantas motivações do lado de lá. E aqui chegamos em um ponto importante.


O que você deseja?

Seja solteiro ou casado, com filhos ou não, é importante pensar no futuro. Como falei, não sabemos o dia de amanhã sobretudo com relação ao casamento, a paternidade, entre outros pontos que podem tanto acontecer, como não podem. Mesmo a decisão de ter filhos, de ter essa vontade de ter pai, hoje em dia já é bem discutida sem aquele peso do “formar a família e prosperar”.

Homem não se mede pela quantidade de filhos que faz, e é bom que esteja bem fixado na sua cabeça pelo seguinte: são as suas convicções de vida que guiam todas as escolhas, das pequenas às grandes. Sendo assim, chegar numa conclusão segura demanda tempo, reflexões ou mesmo experiências de vida que exigem uma postura da sua parte.

Quanto a vasectomia, o que posso te pedir e aconselhar é o seguinte, jovem. Se o assunto veio em sua cabeça depois daquele quase acidente com a camisinha ter te tornado um pai, um pedido vindo da esposa, ou qualquer outra situação que leve a questão, não decida de imediato. E nem uns dias depois também, mesmo que haja algum tipo de pressão.

Tem decisões de vida que devem ser feitas com muito respeito a si mesmo e as pessoas que amamos. Lembra da questão da próstata? Os exames, por mais desconfortáveis que seja, representam uma atitude importante para estar próximo daqueles que ama.

Da mesma forma, a vasectomia deve ser encarada como uma questão que diz respeito a você. Para o sim ou para o não, reflita com calma, com honestidade a si mesmo, sem frescura de que “no meu saco ninguém mexe”, e tome uma decisão tranquila. Só assim você terá segurança para lidar com tantas outras questões de vida, jovem. Até a próxima!


Deixe sua pergunta ou opinião

Ad Blocker Detected

Our website is made possible by displaying online advertisements to our visitors. Please consider supporting us by disabling your ad blocker.

Refresh