Quando você faz 30 anos, ou por volta dessa época, muitas coisas na sua vida começam a mudar. E a amizade é uma delas.

Não é que você para de ter amigos assim que faz o 30º aniversário. São coisas mais sutis. A casa dos 30 é famosa por ser a idade em que amizades podem ser perdidas, mas às vezes elas também só mudam de configuração – e por motivos dos mais variados.

coisas sobre amizade que você descobre aos 30 anos

Se você está nessa época da vida, veja a seguir algumas coisas que podem começar a acontecer – ou que já estão acontecendo – na relação que você tem com seus amigos.

Seus interesses vão mudar

As coisas que você gostava e as pessoas com quem gostava de fazer essas atividades começam a mudar quando sua vida toma uma direção diferente delas. Estudos descobriram que 28% dos millennials (o pessoal nascido na virada dos anos 80 para os 90) preferem ficar e beber em casa do que sair, por exemplo.

Ter interesses diferentes é normal em muitas amizades. Mas se você tem algumas que dependiam exclusivamente de certas atividades ou lugares, prepare-se para perdê-las.

Seus assuntos também

Quando a gente é jovem, passa muito tempo falando com amigos sobre futebol, games, mulheres, viagens, mulheres, bebidas, planos, sonhos, mulheres, etc. Depois dos 30, esses assuntos continuam existindo, mas passam a dividir espaço com outros como: aluguel, dinheiro, filhos, saúde, família, relacionamentos, dores nos mais diversos lugares, problemas de digestão, Air Fryer, etc.

Você sabe como é difícil arrumar um bom urologista? Então compartilhe o contato com seus amigos quando encontrar. E acostume-se a conversar sobre esse tipo de coisa.

Você vai ser mais (ou menos) maduro do que eles

Você vai ser mais (ou menos) maduro do que eles

A transição dos 20 para os 30 é uma grande mudança e faz com que algumas pessoas levem mais a sério algumas metas, objetivos e conceitos de vida. Para alguns, casamento, filhos e carreira começam a virar prioridade durante esse período.

Essas grandes mudanças na vida podem fazer com que seus amigos pareçam mais ou menos maduros do que você. Não se melhor ou pior do que ninguém, apenas entenda que prioridades mudam e pessoas se afastam ou se aproximam de acordo com as suas.

“Manter contato” é um saco

Aos 20 anos, é mais fácil sair todos os finais de semana com os amigos, indo a bares ou a casas de outras pessoas, reunindo e misturando círculos. Aos 30, por outro lado, talvez você tenha menos tempo, talvez esteja só cansado, ou pode nem gostar mais de sair. Mas, então, como manter contato com esse pessoal que você via sem muito esforço?

A resposta é: você não mantém. A não ser que goste muito da pessoa a ponto de perguntar frequentemente como ela está – ou esteja com ela em algum grupo no WhatsApp. Caso contrário, vai sentir cada vez mais preguiça de mandar uma mensagem, convidar para sair e marcar algo com alguém que você nem gosta tanto assim. Naturalmente, as pessoas que só se viam em saídas começam a se afastar.

Vocês vão ficar mais organizados

Vocês vão ficar mais organizados

Por outro lado, os amigos que quiserem se manter por perto serão sempre mais organizados na hora de marcar encontros. Depois dos 30, para se manter conectado é preciso se organizar.

Como? É bem menos provável que duas pessoas ocupadas consigam se ver de última hora, então repare como naturalmente vocês vão começar a planejar com antecedência certas reuniões. Um aniversário que vão passar juntos, uma viagem no feriado, talvez um churrasco. Só me avisa antes que tenho médico nessa semana.

A chegada dos filhos muda tudo

A chegada dos filhos muda tudo

Pode ser que, aos 30 anos, você já tenha filhos. Se não tiver, alguns dos seus amigos talvez tenham. E a verdade é que, com crianças em casa, sobra menos tempo para as amizades.

Às vezes, grupos de amigos se separam quando alguns casais têm filhos e outros não. Não é algo que obrigatoriamente acontece, mas as prioridades e a compreensão de como cada um quer gastar seu tempo livre podem realmente mudar. E é fácil perceber, nessa hora, que vocês simplesmente não se entendem mais.


Você não é obrigado

Você não é obrigado

Você não é obrigado a manter amizades que te prejudicam de alguma forma. Não estamos falando para se cercar de gente que ache tudo o que você faz perfeito, é bom ter amigos críticos por perto. Mas devemos nos afastar de pessoas tóxicas enquanto vamos amadurecendo.

A mudança nas rotinas, nos objetivos e nos interesses é perfeita para você avaliar e repensar quais das suas amizades se encaixam nisso. Tudo bem ter amigos que são só boas companhias eventuais, mas fuja dos que te fazem mal. Você não é obrigado a lidar com essas pessoas.

Você pode, sim, fazer novos amigos

Uma das maiores besteiras que contam por aí é que não se faz novos amigos depois de velho. Você só não vai fazer amigos do jeito que fazia antes, conhecendo na fila de um banheiro de balada, por exemplo. Mas pode e deve continuar conhecendo pessoas novas depois de adulto e, quem sabe, transformando em amizades.

Lembre que seus interesses mudaram, então você vai conhecer pessoas que também gostam das mesmas coisas que você (ou que têm os mesmos problemas de saúde, veja só). E o melhor de tudo é que você pode ser honesto e cortar qualquer tipo de baboseira logo do início. Afinal, já viu muitas amizades minguarem por falta de papo reto.


Deixe sua pergunta ou opinião

Ad Blocker Detected

Our website is made possible by displaying online advertisements to our visitors. Please consider supporting us by disabling your ad blocker.

Refresh