em

Testosterona faz o Cabelo Crescer ou Cair?

Essa é uma dúvida muito comum para todos que estão ficando carecas e ou que tem medo de ficar carecas e praticam exercícios físico regularmente.

Bom, primeiras coisas primeiro, vamos balizar aqui o que é testosterona e como ela atua no corpo.

O que é testosterona

A testosterona é um hormônio produzido nos testículos e nas glândulas suprarrenais, que gera efeitos em todo o corpo do homem. A testosterona tem a mesma importância para os homens como o estrógeno tem para as mulheres.

Níveis elevados de testosterona são observados sobretudo em homens ou mulheres que utilizam anabolizantes com o intuito de melhorar o desempenho em exercícios e aumentar a massa muscular.

A testosterona é realmente muito interessante. De acordo com informações do canal do YouTube do The Medicine Journal, trata-se de um hormônio esteroide de um grupo chamado de Androgênio, cuja função de seus componentes é afetar várias características do corpo masculino, principalmente durante os períodos de passagem da infância para a idade adulta.

Além disso, com o avanço da idade o nível da testosterona tende a diminuir em média 1% ao ano a partir dos 40 anos. Assim, é importante que seja feita regularmente a dosagem deste hormônio, pois a baixa dosagem pode indicar alguns problemas de saúde.

De forma geral, o nível de testosterona varia entre 300 a 900 nanogramas por decilitro de sangue.

niveltestosterona x idade
Níveis de testosterona de acordo com a idade

Entre as principais mudanças no organismo relacionadas com a testosterona, podemos citar o desenvolvimento dos órgãos genitais masculinos, o aumento da tonalidade grave na voz, o crescimento da massa muscular e o aparecimento de pelos em diversas regiões do corpo — incluindo a manutenção do crescimento capilar.

Como a Testosterona Influencia o Crescimento de Seus Cabelos e Barba
Fonte da imagem: Reprodução/TheMedicineJournal

Falando nisso, é interessante notar que a circulação dos mesmos hormônios androgênicos também é responsável por concentrar o crescimento de cabelos (ou de pelos) em determinadas áreas do corpo, como no peito ou nas costas. Por outro lado, é essa mesma ação que limita o aparecimento em outros lugares, como no couro cabeludo.

Grande parte da testosterona masculina é produzida pelas glândulas de Leydig (dentro dos testículos), enquanto uma pequena parte é proveniente das glândulas suprarrenais. Vale salientar que esse hormônio é sintetizado a partir da degradação do colesterol, sendo distribuído pelo corpo do homem por meio dos vasos sanguíneos.

São dos carecas que elas gostam mais

No caso dos cabelos, a testosterona chega até os folículos capilares passando pelas papilas dérmicas do couro cabeludo. Uma vez que o hormônio chega a esse local, ele ajuda ou atrapalha os folículos a fazerem os cabelos crescerem com cores, comprimentos e espessuras diferentes. No entanto, a falta desse hormônio ou a má recepção dele pelas células capilares causa uma inibição do crescimento de suas madeixas.

Como a Testosterona Influencia o Crescimento de Seus Cabelos e Barba
Fonte da imagem: Reprodução/TheMedicineJournal

Felizmente, os cientistas descobriram que os folículos capilares contam com sequências individuais de genes dentro de cada um deles. Essa diferenciação faz com que a receptividade de androgênio estimule alguns genes a produzirem cabelo, enquanto outros sejam totalmente inibidos. Por essa razão, há áreas em nosso corpo que continuam a gerar pelos ativamente mesmo depois que outras já pararam.

Isso explica também a razão de pessoas possuírem grande disponibilidade de pelos faciais (as adoradas barbas) e em outros lugares do corpo, quando os folículos no topo de suas cabeças já podem ter “morrido” há algum tempo. Dessa maneira também podemos justificar a eficácia dos transplantes de cabelo realizados com folículos removidos de outras partes do corpo — já que os genes em questão são intercambiados por outros que funcionam.

Nem tudo está resolvido

Como a Testosterona Influencia o Crescimento de Seus Cabelos e Barba
Fonte da imagem: Reprodução/TheMedicineJournal

Apesar dessa aparentemente simples descrição de funcionamento, o processo específico que permite que cada gene seja precisamente expresso junto com suas características de funcionamento ainda não é totalmente compreendido pelos cientistas. O que os estudiosos já sabem é que a maior parte dessas informações são programadas diretamente no útero materno, no decorrer do processo que terminará com o parto.

Portanto, é melhor deixar as brincadeiras de colocar testosterona nos copos de seus amigos de lado, uma vez que não é garantido que ela funciona. Na realidade, isso poderia acabar muito mal.

Testosterona em excesso provoca queda de cabelo?

Não, testosterona alta não faz o cabelo cair. O que provoca queda de cabelo não é a testosterona, mas sim o hormônio di-hidrotestosterona, que é um hormônio obtido pela transformação da testosterona no homem e da androstenediona na mulher.

A produção deste hormônio ocorre nos testículos, próstata, glândulas adrenais e nos folículos capilares. Indivíduos calvos produzem enzimas no couro cabeludo que potencializam a transformação deste hormônio.

Nove sinais que indicam baixa testosterona em homens

baixa testosterona alta testosterona

Cansaço e perda de libido podem estar relacionados ao hormônio

Baixo interesse sexual

Esse é o sintoma mais específico para desconfiar de baixos níveis de testosterona no organismo. “Inclusive, pode ser possível perceber uma perda da potência sexual, ou mesmo uma disfunção erétil”, explica a endocrinologista Ruth Clapauch, da Sociedade Brasileira de Endocrinologia. Um sinal mais claro para a deficiência desse hormônio pode ser a falta de ereções matinais – aquelas ereções “involuntárias”, que se tem ao acordar. O endocrinologista Pedro Saddi, da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), afirma que homens com essa característica também têm maiores chances de sofrer com infertilidade. Entretanto, os baixos níveis de testosterona por si só raramente são a única razão para ereções mais fracas – outros problemas como doenças cardíacas e diabetes, também podem estar associados.

Cansaço excessivo

A fadiga também é um efeito comum de baixos níveis de testosterona. “Isso acontece porque o hormônio também está relacionado com a produção de energia, e taxas reduzidas refletem na forma de cansaço”, afirma a endocrinologista Ruth. Lembrando que o cansaço e a falta de disposição precisam aparecer em conjunto com os outros sintomas associados à testosterona, pois sozinho pode ser um indicativo para vários outros problemas.

Pensamento confuso e problemas de memória

“A testosterona também atua diretamente no sistema nervoso, incluindo áreas responsáveis pela cognição e concentração”, afirma a endocrinologista Ruth. Dessa forma, baixos níveis do hormônio também se traduzem como uma dificuldade para manter a concentração em atividades ou mesmo assimilar conceitos. “Uma consequência dessa falta de atenção pode ser a dificuldade de memorização”, completa Ruth.

Mudanças de humor

De acordo com a endocrinologista Vânia dos Santos, da Universidade Estadual Paulista (UNESP), os baixos níveis desses hormônios estão relacionados com o aumento dos casos de depressão masculina na terceira idade. “Como a testosterona também age no sistema nervoso, uma mudança em sua produção afeta o bem-estar e o humor dos homens”, explica. O resultado é um sentimento maior de tristeza, que pode evoluir para uma doença.

Dificuldade para construir músculos

É fácil perceber a influência da testosterona nos músculos dos homens. “Por volta dos 12 anos, quando os testículos começam a produzir a testosterona, os meninos ficam mais fortes”, explica Pedro Saddi. De acordo com o especialista, essa diferença aumenta no período entre 20 e 30 anos, quando os homens têm um pico nos níveis de testosterona no sangue. No entanto, se as taxas estão reduzidas, o homem pode ter dificuldade para criar massa muscular, principalmente na região do abdômen. “Inclusive, em alguns casos, o homem pode até perder massa muscular por conta das taxas alteradas de testosterona”, completa a endocrinologista Ruth.

Acúmulo de gordura corporal

O homem não só perde massa muscular quando a testosterona não está adequada, como também ganha gordura na região do abdômen. “Isso porque os músculos que ele perde irão se transformar em gordura, e essa mudança se dá principalmente na cintura”, explica a endocrinologista Ruth. Além disso, se você não está em construção muscular adequada, o seu corpo deixa de usar os alimentos que você ingeriu para este fim, transformando tudo em gordura.

Perda de massa óssea

O homem tem uma diminuição também da massa óssea relacionada à testosterona. “Isso inclusive é uma das causas mais importantes de osteoporose masculina”, afirma a endocrinologista Ruth. Uma pesquisa da University of Western Australia, que acompanhou 3.600 homens com mais de 70 anos, mostra que os baixos níveis de testosterona podem estar relacionados a problemas de mobilidade e a fragilidade de ossos em idosos. Isso acontece porque o hormônio atua na densidade óssea, e sua deficiência pode fragilizar o órgão.

Baixo crescimento de pelos

O crescimento de pelos em algumas áreas está diretamente ligado à produção de testosterona, tanto nos homens quanto nas mulheres. É a partir do momento que esse hormônio começa a ser produzido, por volta dos 12 anos de idade, que os pelos no rosto, tronco, nádegas, virilha e região púbica começam a crescer nos homens. Dessa forma, níveis mais baixos de testosterona podem levar a um crescimento mais baixo de pelos faciais, pubianos e pelos nos braços e pernas. Mas não é a baixa de testosterona a responsável por queda de cabelo ou calvície, por exemplo. Nesse caso, o endocrinologista Pedro Saddi explica que o hormônio relacionado com a queda de cabelos é a diidrotestosterona, que é uma transformação da testosterona. “As pessoas calvas têm enzimas no couro cabeludo com uma capacidade maior de transformar a testosterona do sangue em diidrotestosterona para agir no folículo capilar”, confirma. Dessa forma, um homem com calvície poderá tê-la por conta de uma alteração nas enzimas do couro cabeludo, e não por conta da testosterona circulante no sangue.

Problemas para dormir

“A deficiência em testosterona pode deixar o sono prejudicado, no sentido de que ele fica menos relaxante, menos restaurador”, explica a endocrinologista Ruth. Em alguns casos, a baixa testosterona pode causar agitação durante a noite e até mesmo episódio de insônia. “Entretanto, é importante lembrar que esses sintomas aparecem em conjunto quando o problema está relacionado com a testosterona – se surgirem separadamente, pode ser sintoma de outro problema”, ressalta a especialista.

Sinais que indicam alta testosterona em homens

Alterações de humor e agressividade

A testosterona também atua no sistema nervoso e, quando está alta, altera o humor e deixa o homem mais agressivo;

Crescimento de pelos

O excesso de testosterona em homens pode provocar um aumento do crescimento de pelos. Porém, não se observa a mesma alteração nos pelos dos braços e pernas;

Aumento de massa muscular

testosterona e exercicios

A testosterona influencia diretamente os músculos do corpo e promove aumento de massa muscular. Contudo, é importante lembrar que o aumento dos músculos nem sempre é sinal de excesso de testosterona, uma vez que exercícios físicos bem orientados também resultam em aumento de massa muscular;

Atrofia dos testículos

Se a testosterona baixa provoca uma diminuição do desejo sexual, o excesso pode atrofiar os testículos e causar infertilidade e impotência;

Outros sinais de testosterona alta no homem:

  • Pressão alta;
  • Aumento dos níveis de colesterol;
  • Aumento das mamas;
  • Apneia do sono e outros distúrbios do sono.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Avatar for Rodrigo

Escrito por Rodrigo

Barbudo com interesses diversos, expert em produtos para barba e cuidados, porem focado em ajudar outros barbudos em como cuidar melhor de suas barbas e ter seu estilo próprio.
Tem alguma dúvida? Pergunte-me e irei lhe ajudar no que for preciso para deixar sua barba top!

Talco para o corpo

Talco para o corpo e quase 1001 utilidades

Xiaomi Amazfit Pace

Xiaomi Amazfit Pace para os exercícios dentro e fora da academia