4/5 - (1427 votes)

A não muito tempo atrás quando a febre dos barbudos não estava tão recente, muitos consideravam as barbas algo sombrio e suspeito. A não ser que você fosse um lenhador ou um membro da seita religiosa Amish, os homens barbudos costumavam ser, assim como as suas barbas, cheias de segredos. Para a nossa sorte, os homens barbudos de hoje são mais comuns do que nunca foram e nos dias de hoje é o cara sem pelos faciais que parece ser questionável ou duvidoso. Confira as confissões de um barbudo experiente.

CONFISSÕES MAIS DO QUE SINCERAS

Mesmo com as recentes mudanças, todo homem barbudo tem uns insights interessantes durante o desenvolvimento de uma barba de respeito, cada um com seus segredos e revelações do momento que se interessaram em deixar os pelos crescerem e pararam de se barbear por completo. Dependendo de quão longa é a sua barba e a quanto tempo você esta deixando ela crescer, a confissão de cada homem barbudo pode ser diferente, mas para mim tem algumas que se sobressaem das demais. Por isso tenho algumas confissões a fazer:

1 – ESTOU SEMPRE CHECANDO A BARBA DOS OUTROS CARAS

confissões de bbarbudis com amigo invejoso

Quando você passa muito tempo pensando sobre a sua própria barba, como eu mesmo faço, você começa a notar a barba dos outros caras e avaliar o corte, estilo e o tratamento dos pelos. De início, eu sempre fico prestando a atenção aonde esses caras definem a linha de corte do pescoço: eles deixam crescer aqueles pelos de forma natural ou eles deixam bem arrumado com um barbeador definindo a linha abaixo da mandíbula?

Isso pode te levar a ficar muito intrigado e algumas trocas de olhares acidentais, mas para a maior parte do tempo, quando um cara me vê olhando para a direção dele, tem um acenar de cabeças bem respeitoso em sinal de reconhecimento pelo trabalho feito na barba e cada um vai seguindo o seu caminho depois. Pelo menos é o que eu acho que acontece.

2 – MINHA BARBA UMA VEZ PEGOU FOGO

minha barba pegou fogo

Umas das confissões mais bizarras. Fogões à gás podem ser problemáticos, ainda mais depois de algumas cervejas no fim da tarde. Eu acabei descobrindo isso da maneira mais difícil quando eu tinha 21 anos de idade e apesar de um pouco aterrorizante a experiência do gás explodindo na minha cara só deixou firme as minha convicções sobre sempre ter uma barba.

Primeiro, deixa eu me explicar direito. Eu estava em um encontro entre amigos e o dono da casa me pediu para acender o forno para ele. Sendo um bom convidado, eu fiz como ele me pediu, sem ter prestado muito atenção as instruções que ele estava me passando sobre como acender o forno eu fiquei observando um grupinho de lindas mulheres que estavam do outro lado da mesa que foram convidadas para a mesma ocasião.

PEGANDO FOGO

Eu não prestei atenção em quase nada que ele disse e deveria ter ouvido quando o anfitrião me informava sobre deixar a porta do forno aberta e deixar o gás se espalhar por uns 10 segundos antes de apertar o botão elétrico do forno e acendê-lo propriamente. Ao invés disso eu deixei o gás saindo por uns bons 5 minutos com a porta do forno fechada antes de apertar o acendedor automático. Como você já pôde entender, isso criou uma pequena explosão que acabou subindo para a minha barba e colocou ela em chamas, no entanto, aconteceu de eu estar ao lado de uma piscina quando isso se deu e acabei conseguindo rapidamente extinguir o fogo sobre a minha barba mergulhando bem ao fundo da piscina com roupa e tudo colocando fim ao acidente.

Depois de me secar, um homem decente teria cortado e feito a sua barba chamuscada, mas eu decidi de forma muito idiota deixar como estava aparentando ter saído de um campo de batalha com um corte muito estranho. Ahhh a juventude…Resumindo tudo, minha pele estava sem nenhuma queimadura por causa do escudo protetor que minha barba acabou providenciando.  Se algum vez eu cheguei a me perguntar sobre a importância da minha barba, agora eu não tenho nenhuma dúvida sobre o tanto que ela faz a diferença.

3 – TENHO UMA BARBA PORQUE SOU PREGUIÇOSO

tenho uma barba porque sou preguiçoso

Um dos muitos esteriótipos sobre um homem barbudo é que acham que somos apenas homens desleixados e preguiçosos e achamos que não temos que fazer a barba toda hora. Bem, claro que não temos! Ninguém gosta de fazer a barba, especialmente se a questão for ter a pele lisinha vinte e quatro horas por dia. Claro que, apesar de agora eu manter minha barba porque eu me identifiquei muito com ela e gostar muito do jeito como que eu fico no espelho, e como acaba me ajudando a ter um rosto mais definido, eu no começo deixei minha barba crescer simplesmente porque ficar se barbeando toda hora é algo irritante e idiota.

Obviamente existem caras que por uma razão ou outra gostam da aparência de um rosto sem os pelos faciais mas para o resto, nós gostamos de ter barbas porque gostamos da experiência de ser um homem barbudo e aproveitamos aqueles minutos que antes seriam gastos fazendo a barba com algo que realmente queremos. O que então fazemos com esses minutos? Para alguns o tempo pode ser gasto simplesmente para admirar e contemplar metodicamente o horizonte ou cortar lenhas para o inverno que está chegando. Eu? Acho que eu provavelmente uso esse tempo para aproveitar ficar de cuecas antes de colocar uma calça.

4 – JÁ TIVE COMIDA CAINDO DA MINHA BARBA ANTES

comida na minha barba

Eu já escrevi sobre isso em alguns posts anteriores, a marioria dos homens de barba grande já tiveram a experiência de achar alguns restos de alimento nos pelos da barba em algum momento, seja de comer uma comida que acabou fazendo muita bagunça ou de ter rolado na grama do parque. As vezes porém, somos os perpetradores e quando o assunto é usar a sua barba como a sua própria despensa, todos acabamos ficando com algo aqui ou ali agarrado.

Mais ou menos um ano e meio depois que eu me formei na faculdade, eu estava trabalhando em uma Startup muito interessante. Eu era um dos poucos não desenvolvedores de lá que tinha cabelos longos e uma barba. Isso, claro, acabou deixando com que eu fosse alvo de muitas pegadinhas dentro do escritório. Logo no início, um dia um colega de trabalho me perguntou se eu algum dia guardei alguma guloseima na minha barba. Nojento, sim, mas não completamente fora de questão.

Então decidi testar a teoria dele e coloquei uma balinha de jujuba pequena na minha barba embaixo da linha da mandíbula, o que eu logo acabei me esquecendo que havia colocado lá quando tive que ir para a sala de reuniões. Acelerando a história, uma hora depois do início da reunião era a minha vez de falar. Quando eu me inclinei para pegar uma pasta, a bala jujuba que estava na minha barba caiu sobre a mesa de reuniões.

Eu imediatamente congelei e vi de um lado que o cara do departamento de vendas estava rindo muito e do outro lado estava uma garota com olhar de muito aterrorizada e nojo, logo no primeiro dia de trabalho dela na empresa. 

5 – MINHA BARBA É A MELHOR FORMA DE COMEÇAR UMA CONVERSA

barbudo conversando

Entre todas as confissões já feitas ainda tem uma que não pode deixar faltar nessa lista. Eu sou alto, tenho cabelos longos que as vezes amarro e tenho uma barba. Cada um desses detalhes acaba direcionando para uma gama muito grande de interessantes conversas, mas a minha barba sempre parece ser o melhor quebra-gelo. A alguns anos atrás ter uma barba era muito menos comum e para aqueles indivíduos que fossem fãs de barbas, achar um homem com barba assim do nada era cada vez menos provável . E além disso, eu sempre mantenho a minha barba em um tamanho ideal e cuido dela com muito prazer aplicando óleos, cremes, shampoos, balms deixando os pelos sempre limpos e tratados. Em outras palavras, minha barba sempre anunciou a minha chegada sem atrair a atenção para outras coisas menos importantes.


Eu já tive pessoas chegando perto de mim nos bares, aeroportos e festas que acabo passando, perguntando sobre quanto tempo demorou para a minha barba crescer do tamanho que está e uma vez iniciada com essa pergunta qualquer situação de desconforto com a pessoa estranha é esquecida. Sempre me perguntam se podem passar a mão nela e eu acabo não ligando muito.  Isso acabou me levando a situações muito interessantes para não deixar de mencionar, que se as pessoas acabam me tratando como um cachorro peludo de madame só por ter uma barba e isso colabora de alguma forma com a percepção que terão de outros homem com barba pelo mundo, então fique à vontade e sinta todo o esplendor de uma barba!

 

Quer receber no seu email outras confissões iguais a este? Então cadastre-se em nossa newsletter.

 


Deixe sua pergunta ou opinião

Ad Blocker Detected

Our website is made possible by displaying online advertisements to our visitors. Please consider supporting us by disabling your ad blocker.

Refresh