in

Exame de toque: Precisamos falar da prevenção ao câncer!

Entenda por que esse e outros processos são tão importantes para sua saúde!

É novembro, jovens, e como já bem se sabe, também é o mês do Novembro Azul. É um mês em que, mais do que todos os outros, a conscientização e os cuidados com o corpo devem ser levados muito a sério. E uma das questões que mais torce o nariz de muitos barbudos é, sem sombra de dúvidas, o exame de toque.

Vamos ter um papo aberto sobre o assunto dessa vez. Eu sei que uma das razões para que haja um aumento expressivo nos casos de problemas com a próstata é justamente esse preconceito, ou medo em alguns casos, que o infame exame possui.

Já adiantamos que, além de não ser o único meio de prevenir o câncer de próstata, o exame de toque não é esse bicho de sete cabeças que tanto assustam os homens. E se você já dá o devido cuidado ao corpo e a barba, por que não fazer o mesmo nesse sentido?

Para acabar com alguns desses mitos, e você se direcionar bem com esses cuidados.

O que é o Exame de Toque?

Entenda como funciona o Exame de Toque

Trata-se do tipo de exame mais prático e conciso quanto a identificar doenças na região da próstata. Realizado pelo urologista, o exame dura menos de um minuto, e ainda que cause desconforto ao paciente, ele consegue identificar qualquer tipo de anomalia na próstata com mais facilidade.

Basicamente, o exame de toque consiste na introdução do dedo do médico, com uma luva, no reto do paciente, alcançando a próstata. O médico a toca próstata, buscando qualquer tipo de irregularidade. Por padrão, qualquer inchaço ou inflamação na mesma impede que o urologista chegue ao órgão, o que é um sinal bem preocupante.

Cabe lembrar que, apesar do desconforto, o exame não causa dor, nem algum tipo de sequela. Sobre os pontos que eu tenho certeza que está incomodado de imaginar, já vamos falar mais adiante.

Para que tenha uma noção mais clara do que o exame de toque pode ajudar os barbudos a terem uma saúde melhor, vejamos o que ele consegue prevenir.

A Importância do Exame de Toque

Entender a importância do Exame de Toque já garante muito cuidado na sua saúde

O Exame de Toque deve ser feito anualmente por homens acima dos 50 anos. Em casos de câncer de próstata na família, a faixa média cai para 45 anos, ainda feito anualmente. A importância desse exame é enorme pelo simples fato que, em menos de minuto, você descobre qualquer tipo de anomalia na próstata.

Além do câncer, outros tipos de tumores e doenças podem ser identificadas com o exame de toque. Exemplos incluem a prostatite, inflamação que pode causar problemas não apenas na própria próstata, como na bexiga também; e a Hiperplasia Prostática Benigna, que é um aumento descomunal no tamanho da próstata, causando problemas de ereção, ejaculação.

Isso sem contar outros tipos de tumores e inflamações no canal retal, jovem… Isso é apenas a superfície do quão importante é a aplicação do exame. Uma vez diagnosticado qualquer tipo de problema, é possível resolvê-lo com mais assertividade.

Outros Tipos de Exames

O PSA é uma alternativa viável para o Exame de Toque

Além do exame de toque, existem outras maneiras de avaliar a saúde do órgão que abrem as possibilidades de averiguar se há ou não algum tipo de anomalia na próstata. Na verdade, é bom que os barbudos realizem esses exames primeiro, que pode funcionar inclusive como uma forma de verificar a saúde como um todo.

Vejamos quais são esses exames.

PSA – É um exame específico de sangue, também conhecido como Antígeno Prostático Específico. Esse exame de sangue avalia a quantidade específica de uma substância no sangue, diretamente atrelada a presença de um tumor maligno na próstata. Embora eficiente, um câncer pode se manifestar na próstata mesmo em casos de resultados positivos no PSA.

Ultrassom – Atualmente tem sido uma opção tão viável quanto o exame de toque. A ecografia da próstata é um ultrassom que passa na região do abdômen, mais próximo a virilha, para avaliar o tamanho da próstata, bem como qualquer tipo de alteração.

Biópsia – É um exame um pouco mais complexo, pois pode identificar tumores em seu estado inicial de forma mais cirúrgica. O paciente deve ficar de jejum por 6 horas antes do exame, bem como tomar antibióticos específicos indicados pelo urologista, e fazer uma lavagem intestinal.

Com tudo feito corretamente, é retirado um pequeno pedaço da próstata para análise em laboratório, permitindo saber com mais precisão o que está acontecendo.

Exames de Urina – Alguns exames simples de urina podem ajudar o paciente a identificar os sintomas mais comuns de um tumor na próstata.

Existem dois tipos de exame: o comum, de laboratório, em que o paciente manda a primeira urina da manhã; e a fluxometria, que o paciente segura bastante a vontade de urinar, para que na hora da micção, o médico avalie a força do jato de urina. Se estiver muito fraco e pouco, é bem provável que esteja acontecendo alguma alteração na próstata.

Uma conversa franca sobre o Exame de Prevenção

Leve a sério o Exame de Toque e os cuidados com a próstata

Em primeiro lugar, um dos pontos mais importantes a se destacar aqui é o seguinte: você não tem desculpas para não cuidar da próstata. Como deu para ver acima, o exame de toque não é o único meio de identificar os problemas na região, e não é o único mais eficiente. Cada caso é único nesse aspecto, e por vezes você não precise passar por esse “desconforto”.

Conversar com o médico, sem frescuras, é uma das melhores formas de lidar com essa questão. Tirar dúvidas, averiguar a possibilidade de fazer um tratamento mais aprofundado a respeito da situação da próstata, ou mesmo lidar com qualquer tipo de preconceito.

Sobre esse último aspecto, eu quero frisar um ponto essencial. Sem entrar em pontos que todo mundo já está ciente a respeito do que é o exame de toque, eu quero lhe fazer uma pergunta honesta.

O que é mais valioso para você? Família, amigos e pessoas que ama, ou seu “orgulho de macho”? Essa é uma questão muito simples de responder, considerando o fato de que é um exame de saúde, longe de qualquer outro tipo de teor.

Para finalizar, não estou dizendo para um barbudo se animar com o exame de toque. O desconforto é sim real, e por isso a conversa com o médico é necessária. E quando você pensar em deixar esse cuidado de lado, pense no seguinte: a sua presença vai fazer falta para muitas pessoas, e deixá-las por conta de um certo orgulho não vale a pena. Até a próxima.

Exame de toque: Precisamos falar da prevenção ao câncer!
4.8 (96.92%) 13 votos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Written by Rodrigo

Avatar for Rodrigo

Barbudo com interesses diversos, expert em produtos para barba e cuidados, porem focado em ajudar outros barbudos em como cuidar melhor de suas barbas e ter seu estilo próprio.
Tem alguma dúvida? Pergunte-me e irei lhe ajudar no que for preciso para deixar sua barba top!

5 maneiras de se comunicar melhor com uma mulher

Queda de cabelo: Saiba a real sobre este assunto!