em ,

Implante ou Transplante de barba? Dá resultado?

Técnica de transplante de barba busca folículos capilares de outras regiões do corpo, como nuca ou abaixo do queixo, para completar visual



Com o transplante de barba, é possível ter o visual de “lenhador” que você sempre sonhou, se liga ai. O transplante de barba é realizado por meio da técnica atual de transplante capilar, na qual são utilizadas unidades foliculares com raízes individuais.

O sonho de ter uma barba tão cheia quanto o de um lenhador não está limitado à genética do homem. Quem tem falhas pelo rosto, cicatrizes que gostaria de cobrir ou apenas sofre com a falta de pelos tem a opção de fazer um transplante de barba.

Implante de barba, Correção de barba rala ou falhada

A busca por uma barba farta, sem falhas, tornou-se uma tendência mundial e está em alta entre os homens. Além de produzir um visual mais atraente, a barba e o bigode densos também podem camuflar cicatrizes e defeitos existentes na face. O transplante de barba (implante de barba, correção de barba rala ou falhada) é realizado por meio da técnica atual de transplante capilar, na qual são utilizadas unidades foliculares com raízes individuais, retiradas do couro cabeludo do paciente (área doadora) e transplantadas fio a fio na região da barba ou do bigode (área receptora). De maneira geral, esta técnica confere resultados bastante satisfatórios e sua naturalidade dependerá do desenho correto do contorno da barba e da direção em que cada fio é transplantado.

O implante de barba realmente dá resultado?

Sim! É possível conseguir um resultado muito satisfatório e natural. Para isso, o primeiro passo é fazer uma medição do rosto do paciente e um desenho com as proporções da área que será implantada.

“A técnica se assemelha a um transplante capilar, onde os fios (de barba ou de cabelo) são retirados de regiões específicas, como abaixo do queixo ou na nuca, caso precise de uma quantidade maior, e então reimplantados na área desejada.

Uma vez escolhida o local de doação, o especialista separa e modela os fios e, depois, os reinsere com microincisões. A técnica usada é chamada de FUE, e a coleta é feita fio a fio, sem necessidade de cortes, conforme explica Alessandro Guedes, médico dermatologista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD).

Transplante de barba: FUT x FUE

A técnica cirúrgica mais realizada no Brasil e é conhecida como técnica clássica, Strip ou FUT (Follicular Unit Transplantation). Outra técnica utilizada para o transplante capilar é a FUE (Follicular Unit Extraction), na qual não se realiza incisão para retirar faixa de tecido na área doadora. Desta forma, não há cicatriz linear no couro cabeludo. Na FUE, as unidades foliculares (UFs) são removidas por meio de pequenas incisões arredondas ao redor destas (menores que 1mm). Neste processo, o respeito à direção do nascimento dos fios é indispensável para evitar sua transecção.

A FUE se subdivide em simples e robótica (Robotic FUE). Na FUE simples, as unidades foliculares (UFs) são extraídas por meio de um micropunch (aparelho com pequena lâmina redonda cortante), já na FUE robótica, estas unidades são retiradas por uma máquina constituída por um braço robótico, comandada por sofisticado software. Neste caso, um programa realiza através do laser  um “scanning” da área doadora do paciente e identifica as UFs a serem extraídas. Cabe ao médico ativar o processo de extração destas unidades, realizado pela máquina. O robô necessita ser calibrado e constantemente supervisionado. Tanto na FUE simples, quanto na FUE robótica, as unidades foliculares extraídas são separadas e transplantadas como na técnica clássica, ou seja, pelo cirurgião e sua equipe.

No transplante de barba, a técnica FUE simples é útil para extrair as UFs a serem transplantadas da região abaixo do queixo. Nesta região, tanto a FUT (técnica clássica) quanto a FUE robótica não são adequadas. A FUT deixaria uma cicatriz em uma área difícil de ser camuflada, já a FUE robótica não extrairia adequadamente as UFs deste local.

Técnica cirúrgica

Transplante de barba
  •  Marcação de faixa de couro cabeludo na região posterior ou lateral da cabeça (área doadora). Normalmente, os cabelos da região da nuca são os preferidos para este tipo de procedimento.
  • Marcação da área da barba e do bigode (área receptora).
  • Antissepsia + anestesia.
  • Incisão e ressecção de faixa de couro cabeludo.
  • Revisão de sangramento e fechamento da área doadora.
  • Dissecção cuidadosa sob visão de lentes de aumento ou de microscópios para a retirada de enxertos de fios de cabelo com suas raízes intactas (unidades foliculares).
  • Transplante das unidades foliculares fio por fio na área da barba e do bigode (área receptora), através da utilização de agulhas acopladas a um bisturi. São transplantadas cerca de 2 a 4 mil unidades foliculares por cirurgia, sempre de uma a duas raízes, o que confere sempre um resultado muito natural (transplante fio a fio).
  • Na técnica FUE, as unidades foliculares são removidas da área doadora por meio de pequenas incisões arredondas ao redor destas (menores que 1mm), sem retirada de faixa de couro cabeludo. Em alguns casos, pode-se associar a técnica FUT com a FUE.

O procedimento deixa cicatriz?

resultado transresultado transplante de barbaplante de barba

Não. Nós usamos uma espécie de caneta com uma micro lâmina na ponta. Ela faz a incisão e posiciona o novo fio no local, no ângulo e na direção correta de crescimento do fio. Como a incisão é muito pequena, não deixa cicatriz.

De onde vem esse fio implantado?

Depende do volume de pelos que ele precisa. Se ele não tem nenhuma barba e quer o rosto farto de pelos, retiramos da nuca. Se são pequenas falhas podemos retirar da área de baixo do queixo, onde o paciente costuma retirar os pelos no barbear.

O implante de barba é realizado de uma maneira bem parecida com o implante capilar, até mesmo a área doadora pode ser a mesma: o couro cabeludo. Os pelos para o transplante de barba são retirados do próprio paciente e em casos menores os pelos são retirados da região facial onde fica a barba.

“A técnica FUE não tem necessidade de fazer cortes. Ou seja, não tem cicatriz na área em que o cabelo foi retirado. Esse fio é retirado da nuca e transferido para a região da barba, onde vai crescer como um pelo normal”, explica Guedes, que também é professor do curso de Medicina da Universidade de Brasília (UnB).

Depois de selecionados os fios, o especialista os coloca em um ângulo tal para que cresça de maneira correta. “Depois de cicatrizado, o homem fica sem nenhuma cicatriz, e pode usar a barba raspada, caso queira. Não fica nenhuma marca”, explica Thiago Bianco, médico cirurgião especialista em transplante capilar, de São Paulo.

O procedimento cirúrgico exige sedação no local, mas o paciente pode ir embora no mesmo dia, caso não tenha nenhuma intercorrência. “Se ele quiser, pode usar depois a barba raspada, pode passar a lâmina de barbear, ou deixar mais comprida. Não fica nenhuma marca. A contraindicação, porém, é com o uso de cera, pois pode danificar o bulbo e não crescer mais pelo lá”, explica o especialista.

Por isso mesmo, Bianco explica que antes da aplicação o médico conversa com o paciente para saber qual seria o volume mais adequado da barba, que não vai incomodar, e que seja bem próximo daquilo que a pessoa quer. “Depois é só dar os ajustes. Não colocamos pelos em uma região que vá incomodar”, reforça.

Quando a área doadora é a cabeça, a barba não fica com aparência de cabelo?

Os fios do cabelo e da barba têm uma discreta diferença de espessura, perceptível apenas no microscópio. Quando se faz uma restauração total da barba não dá para notar a diferença, é muito sutil. Mas com o passar dos anos os fios se parecem cada vez mais com os fios naturais da barba.

Uma vez feito o transplante de barba, os pelos implantados são permanentes e geralmente se desenvolvem com a mesma textura e características dos pelos já existentes. Embora não seja muito comum, alguns pacientes podem precisar de um segundo procedimento para enxertos adicionais, caso eles queiram um volume maior de barba. E não precisa se preocupar, os pelos podem ser raspados, cortados e estilizados, assim como qualquer homem faz, até mesmo aqueles que não fizeram implante de barba.

Qualquer homem pode fazer ou existem contraindicações

Qualquer um desde que tenha uma boa área doadora. Não fazemos, por exemplo, em pacientes que têm o cabelo totalmente crespo, pois o resultado da barba não fica satisfatório. Pacientes que tenham histórico de queloide ou má cicatrização também não devem passar pelo procedimento. No caso de pacientes que já tiveram problemas pontuais de cicatrização, fazemos um teste de implante abaixo do queixo para verificar como será a cicatrização. Se for boa ele é liberado para o procedimento total.

Crescimento rápido da barba

barba implantada

Embora o paciente possa ter uma prévia ao ver os pelos curtos implantados, a versão final do rosto barbudo demora meses. “Vai crescer um pouco nos 10 dias seguintes, mas depois a haste capilar implantada cai e só então começa a nascer novamente. Entre três a seis meses é o tempo esperado até atingir o resultado”, reforça o médico especialista, Thiago Bianco.

A quantidade de procedimentos também varia com a necessidade, e desejo do paciente. Se ele não tiver nada de pelos, e quiser uma barba bem densa, o número de visitas ao consultório tende a aumentar.

Não é possível, conforme explica o médico, aplicar muitos pelos em um mesmo dia, em um mesmo procedimento, porque a pele não aguentaria a intensidade.

“Em um transplante capilar, quando dá algo errado, até se consegue corrigir. Mas em um transplante de barba, é preciso que o paciente busque um médico especialista”, orienta Bianco.

Das contra-indicações, o dermatologista Alessandro Guedes orienta para quem não tem muitos fios de cabelo. “Do ponto de vista de uma contra-indicação para o transplante de barba, seria o paciente com queda de cabelo total no couro cabeludo. Com isso, não haveria uma área doadora, mas isso é mais raro”, explica o médico.

Quão volumoso pode ser o transplante?

Normalmente buscamos colocar o máximo possível de fios, deixando com a maior densidade que a região suporta. É preciso respeitar uma densidade máxima pra não saturar a região e causar problemas de saúde.

Quantas sessões são necessárias?

Para barbas falhas ou para cobertura de cicatrizes, uma sessão é suficiente. Quem não tem nada pode precisar fazer duas pra adicionar volume. A segunda é feita um ano após o início, mas na maioria dos casos os pacientes se contentam com a densidade conseguida em apenas uma.

Quanto custa o Transplante de barba?

Quanto custa transplante de barba

O transplante de barba, de acordo com estimativa de valores das clínicas que fazem o procedimento, fica entre R$ 12 mil a R$ 45 mil, dependendo da quantidade de fios que são implantados. 

Implante e transplante são a mesma coisa?

barba transplante

As duas formas de falar estão corretas. Antigamente, implante era usado para implantação de fios sintéticos, mas hoje em dia esse procedimento está banido, não se faz mais pois era muito agressivo. Então, sempre que falamos de implante ou transplante estamos falando de fios do couro cabeludo do próprio paciente que são colocados em outra região.

Idade certa?

A procura pelo transplante de barba está crescendo. Isso porque a moda da barba de “lenhador” continua a chamar atenção dos homens.

Normalmente, a idade recomenda é acima dos 20 anos. Geralmente, os pacientes que procuram este tipo de procedimento já são adultos.

“O perfil dos pacientes varia bastante. Há desde aqueles que não tiveram barba na puberdade, e sempre quiseram ter. Ou quem tem a barba falhada. A faixa etária fica entre os 25 aos 45 anos, mas já vi pacientes mais velhos buscarem pelo procedimento”, explica o médico. 

O transplante de barba também atende quem quiser esconder uma cicatriz, como fissura labial, lábio leporino e sinais decorrentes de traumas.

Qual é a indicação do transplante de barba?

O transplante de barba é indicado para homens que apresentam falhas ou mesmo ausência de pêlos no rosto (imberbes), que desejam ter uma barba mais volumosa e densa ou que queiram ter um visual no estilo “barba por fazer”. Além disso, esta cirurgia também possibilita a camuflagem de cicatrizes ou de defeitos faciais sob as costeletas, a barba ou o bigode.

Qual é a duração da cirurgia?

O transplante de barba dura cerca de 5 a 6 horas. Já com a técnica FUE, o procedimento pode durar acima de 6 horas.

Qual é o tempo de internação?

O tempo de internação é de 8 a 12 horas. Normalmente, o paciente é liberado no mesmo dia.

O transplante de barba apresenta riscos?

As complicações pós-operatórias são raras. Dentre elas podemos citar: hematoma, infecção, alterações cicatriciais, etc.

Como é a recuperação?

Geralmente há inchaço e vermelhidão que desaparecem ainda na primeira semana. No primeiro mês é indicado que o paciente evite exposição ao sol e, se fizer, deve usar protetor solar.

Pode raspar a barba depois do procedimento?

Depois que já estiver com o processo de crescimento normalizado o paciente pode usar a barba como quiser. Pode até raspar com lâmina. Não vai aparecer cicatriz nem prejudicar o procedimento.

Vou ficar com cicatriz?

transplante de barba resultado

Essa é uma preocupação comum antes de fazer o procedimento. E a resposta é sim, o transplante deixa uma cicatriz. Porém, quando a área doadora é a nuca, por exemplo, o sinal é facilmente escondido pelo cabelo, que volta a crescer ali normalmente.

Na primeira semana após a operação pode haver inchaço local e geralmente pouca dor, além da formação de casquinhas por conta da cicatrização. Nos 15 dias depois do procedimento deve-se evitar exposição ao sol (pode manchar a pele da região tratada), banhos de mar e piscina (a água contaminada pode gerar a infecção e prejudicar o crescimento dos pelos) e exercícios pesados.

Pessoas calvas podem fazer implante de barba?

A calvície não impede o procedimento, mas o paciente tem que avaliar o que ele vai priorizar, pois a área doadora é finita. Se ele for calvo e tirar uma grande área de cabelo restante não vai conseguir fazer um transplante capilar mais pra frente.

Dá para implantar bigode?

Sim, a técnica é exatamente a mesma e os resultados também.

Resultados têm limites

Em transplantes de pelos faciais com ambos os procedimentos, os resultados costumam ser excelentes. “Como a pele da face é altamente vascularizada e nutrida, a fixação é praticamente imediata”, explica o cirurgião de restauração capilar Arthur Tycocinski, vice-presidente da ISHRS (International Society of Hair Restoration Surgery). Já cobrir outras áreas, como tórax, braços e pernas, é possível, mas com limitações. Isso porque a pele nessas regiões não tem irrigação sanguínea tão boa. Aí, a ancoragem dos pelos pode ficar comprometida.

Há, ainda, a diferença de qualidade dos fios: o ideal é que os fios da região doadora tenham as mesmas características (textura, espessura, cor) que os da região receptora. Por exemplo, se a retirada for feita do couro cabeludo para implantar no tórax, você terá cabelo crescendo no corpo. Só que nem sempre há fios ideais suficientes para o defeito que se deseja corrigir. Nesse caso, as partes laterais e posterior da cabeça costumam ser a principal fonte de doação.

Não há perigo de rejeição do implante pelo organismo, mas a doação de folículos só pode ser feita pelo próprio paciente. “Se forem pelos de outra pessoa, mesmo parente próximo, o corpo reconhece como corpos estranhos e os recusa por uma reação imunológica, impedindo o crescimento”.

O minoxidil pode ser usado para melhorar o crescimento da barba?

Kit minoxidil kirkland para barba kit para 6 meses

Minoxidil pode promover crescimento capilar em qualquer lugar onde for aplicado no corpo. Isso levou muitos homens a aplica-lo no rosto para aumentar a barba. Embora existam diversos fóruns online com usuários fornecendo feedback positivo sobre suas experiências com esse remédio, talvez não seja a melhor solução. É importante para qualquer um que deseja aplicar minoxidil em sua barba entender que ele apenas foi aprovado para o couro cabeludo, e não para a face. Não existem muitos estudos clínicos confirmando o seu uso no crescimento de barba, e não há informação suficiente sobre possíveis efeitos colaterais. Outro ponto a levar em conta é que o remédio deve ser usado diariamente. Quando o tratamento para, qualquer resultado obtido será gradualmente revertido.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Avatar for Rodrigo

Escrito por Rodrigo

Barbudo com interesses diversos, expert em produtos para barba e cuidados, porem focado em ajudar outros barbudos em como cuidar melhor de suas barbas e ter seu estilo próprio.
Tem alguma dúvida? Pergunte-me e irei lhe ajudar no que for preciso para deixar sua barba top!

SG106

Drone para iniciantes com camera 4k

Receitas para secar com a barbudete? Veja aqui!