Já é bem sabido que exercícios físicos ajudam a colocar seu corpo e mente em forma, proporciona uma saúde melhor, além de oferecer energia e melhorar sua autoestima. A prática regular de exercícios físicos é recomenda a todos.

Mas vez ou outra acontece algo que lhe impede de praticar um esporte que lhe agrada, um problema financeiro, muitas tarefas ou até mesmo uma pandemia…. mas fazer o que né.

Contudo, você que mantinha uma prática regular, sente falta de todas aquelas sensações de prazer que o exercício físico proporciona e é nestas ocasiões que devemos nos re-inventar.

Escrevo a vocês em Abril de 2020, onde muitas pessoas no mundo estão dentro de casa e improvisando formas, muitas vezes erradas, de se exercitar.

Mas como um bom frequentador de academia eu tive o prazer de conhecer o Fernando Maradona, um cara impar, com um currículo esportivo e profissional de dar inveja!

Fernando Noronha Maradona
Foto / Instagram @fernandonoronhamaradona

Para quem acompanha o meio do fisiculturismo, já está bem claro de quem estou falando, mas se você não sabe, Fernando Maradona é um atleta de fisiculturismo Profissional de Nível internacional, participando de grandes campeonatos como o Mister Olímpia, aquele que já mencionamos em um outro post sobre o grande Arnold Schwarzenegger.

O gigante Maradona, também é um dos criadores do método MX10, uma metodologia exclusiva desenvolvida para o treinamento muscular avançado que ajuda a desenvolver a conexão mente músculo.

Ele publicou recentemente em seu canal no Youtube uma série de exercícios para você fazer em casa com o mínimo de equipamentos ou acessórios, utilizando equipamentos mínimos.

Eu pessoalmente tenho feito a sequencia de treinos abaixo e um dia de repouso, afinal o repouso é fundamental para a hipertrofia muscular.

Dia 1 – Treino de Peito

Dia 2 – Treino de Tríceps e Bíceps

Dia 3 – Costas

Dia 4 – Antebraço e Ombros

Dia 5 – Membros Inferiores

Treino de pernas Fernando maradona

Dia 6 – Descanso

O descanso periodizado pode oferecer não somente o desenvolvimento muscular mas, também, a prevenção de lesões e adaptações, assim como conferir a possibilidade de um treino em máxima intensidade.

Não pare a Dieta

A proteína é o “tijolo” da construção muscular. Esse nutriente, que não é estocado no corpo, repara a musculatura “estressada” pelo esforço físico. E, depois do exercício, evita o catabolismo — quando seu corpo faminto precisa ser nutrido ou, caso contrário, retira o “alimento” dos seus músculos crescidos, comprometendo seu desenvolvimento.

Partindo do princípio que a maioria de nós não consegue treinar tão pesado quanto normalmente faz na academia, vale a pena tomar suplemento? Sim, com certeza! “Os suplementos permitem que se execute treinos mais elaborados, com resultados mais rápidos e visíveis”, diz o professor de Educação Física. Ele explica que os suplementos atuam em três frentes importantes para a hipertrofia:

Dedique-se nesta proporção Exercício 100% e Dieta 100%!

Deixe sua pergunta ou opinião

Ad Blocker Detected

Our website is made possible by displaying online advertisements to our visitors. Please consider supporting us by disabling your ad blocker.

Refresh