em

Comida Japonesa – Confira tudo que um barbudo deve saber

Para expandir os horizontes do seu paladar barbudo, preparamos um pequeno guia com tudo que você precisa saber sobre a culinária japonesa. E isso não inclui apenas os pratos mais curiosos e chamativos da Terra do Sol Nascente, mas como você pode fazer alguns desses pratos, e onde encontrar opções legais para apreciá-la. E claro, como um barbudo convicto pode curtir a comida japonesa sem prejudicar o visual.

Vamos viajar um pouco então.

A Cultura na Comida Japonesa

Quais as características mais chamativas da Culinária Japonesa?

O peixe é uma das principais bases da Comida Japonesa

Para quem está acostumado com as carnes vermelhas, feijoadas, ou mesmo a tradicional farofa brasileira, pode estranhar em um primeiro momento a culinária japonesa. Em um olhar mais geral, seus pratos podem ser considerados até bem leves, como as carnes de peixe, e principalmente o arroz. Isto é até algo comum não apenas na ilha nipônica, mas em boa parte do sudeste asiático, bem conhecida pela boa variedade de frutos do mar.

As tradições culinárias japonesas começaram a tomar forma entre os séculos VIII e IX D.C. Foi dessa época que surgiram o uso dos hashis como forma básica de degustação, o uso de tigelas, bem como a introdução do molho shoyu como tempero.

Não houveram grandes mudanças nesse cenário culinário por alguns bons séculos. Apenas à partir do século X, com o avanço cultural no próprio Japão, que a culinária local passou a ser mais valorizada e personalizada. A maior parte dos pratos de comida japonesa que conhecemos hoje em dia começaram nesse período.

Mas foi apenas no Século XIX, na Era Meiji, com a abertura dos portos japoneses para estrangeiros, que uma nova mudança nos hábitos locais aconteceu. Nesse período, diversos tipos de frutas e vegetais começaram a chegar no país, incluindo algumas frutas até hoje bem populares por lá, como a melancia e a banana.

Atualmente, a culinária japonesa continua praticamente intacta quanto aos seus principais pratos. Mas curiosamente, houve um aumento significativo no consumo das chamadas “junk foods”, alimentos ou feitos apenas no microondas, ou aqueles vindos de grandes redes de lanchonetes. Mesmo o Japão não resiste a globalização nesse sentido.

Os pratos muito consumidos no Japão

É até bem fácil saber quais são os pratos mais famosos no Japão, basta ir em alguns restaurantes especializados por aqui. Mas existem alguns, mais específicos que você não vai achar com tanta facilidade por aqui, ou feitos de uma forma que podem parecer com qualquer outra coisa, menos com comida japonesa.

Vamos listar os pratos mais populares e consumidos por lá.

Sushi

O sushi é um dos pratos mais tradicionais entre a Comida Japonesa

O sushi tem uma história bem curiosa. Entre os séculos II e III D.C o arroz, parte importante do prato e da culinária japonesa, sequer era consumido como alimento: na falta de geladeiras e outros processos de conserva, o arroz fermentado ajudava a manter o salmão fresco e comestível durantes os transportes.

Essa técnica ficou conhecida como “nare-zushi”, que não apenas mantinha o peixe no arroz fermentado, como o processo de retirá-lo também. Você já deve ter percebido o que essa técnica vai gerar, não é mesmo? Lá pelo século XV o método de conservação passou por mudanças gradativas, e foi só no século XIX que o famoso sushi se formou dessa combinação.

Takoyaki

O Takoyaki é o famoso "espetinho" da Comida Japonesa

É literalmente polvo frito. Ele é vendido em formato de espetinho, frito e grelhado com uma massa própria. Além dos pedaços de polvo, são adicionados outros condimentos ao espetinho, como gengibre, cebolinha, e até mesmo alga do mar e pedaços de Bonito (não a cidade, aquele peixe).

Apesar de ter sido criado em Kansai, foi na cidade de Osaka que o prato se popularizou. E dá para dizer que ele é o equivalente ao nosso churrasquinho brasileiro, já que além do formato em que é servido, ele também é vendido principalmente em barraquinhas de rua, sendo bem popular em festas e feiras populares. A única diferença para o nosso churrasquinho é a técnica de preparo, praticamente exclusiva do Japão.

Tempura

Tempura, uma das grandes iguarias da Comida Japonesa

Os japoneses tem aproveitado bem o consumo de frituras nos últimos anos, mas mesmo nesse aspecto eles se diferem muito das demais culinárias. O tempura é um desses exemplos. Trata-se de uma fritura feita com legumes bem fatiados com camarão empanado. Ele pode ser consumido tanto no formato de espetinho, como é no Takoyaki, como em pratos.

O tempura surgiu em meados do século XVI, e ao contrário do que se poderia pensar, não foram os budistas que incentivaram o seu consumo. A receita original veio de Portugal, em que os jesuítas presentes no Japão adaptaram para que não consumissem carne vermelha no período da quaresma. Com o tempo, os japoneses passaram a adaptar a técnica a seu próprio modo.

Onigiri

Uma dos pratos mais populares na Comida Japonesa é o Onigiri

O Onigiri pode ser considerada a comida japonesa tipo “marmita diária” . É um bolinho de arroz simples, que pode ser recheado de várias formas, e envoltos em alga. Mas não confunda com o sushi hein: enquanto ele obrigatoriamente leva salmão e é enrolado totalmente pela alga, o Onigiri é de fato um bolinho, com o arroz sendo sua “massa”.

Ele é um prato popular desde os seus tempos de criação, lá pelo século VIII. Era usado tanto alimentação de serviçais em meio aos trabalhos nas cortes japonesas, por não precisar de um prato para o consumo, e agilizar a alimentação. O formato em bolinhos e os tipos de recheios vieram com o passar dos séculos, e hoje em dia até formas estilizadas existem para o prato.

Missoshiro

O Missoshiro é a aquela Comida Japonesa que parece não ser muito boa, mas é saborosa e nutrititva

Aqui entramos no campo dos pratos que já causam um pouquinho de estranheza para os brasileiros. E se você for provar, barbudo, tenha cuidado para não prejudicar o visual. O Missoshiro, ou só Missô, é basicamente um molho de soja que leva ingredientes variados, geralmente cebola, cebolinha e outros legumes. Costuma ser combinado a outros pratos, como um acompanhamento.

Não se tem uma origem muito exata do Missoshiro, mas sabe-se que ele é um dos pratos que vieram da China, que recebeu suas devidas adaptações pelos japoneses ao longo do tempo. E diferente de outras iguarias nessa lista, ele tem versões tanto salgadas como doces, mas sempre com a soja como base. Também é um prato bem nutritivo e ajuda na prevenção de várias doenças, como o câncer de estômago, por exemplo.

Temaki

O Temaki é uma Comida Japonesa muito fácil e deliciosa de ser feita

Preferência em comida japonesa, o temaki é uma pequena variação do sushi. Enquanto o prato original envolve um preparo específico de arroz, e um corte mais “artesanal” do peixe, o temaki é literalmente um rolinho de algas com arroz, peixe cru e mais alguns temperos. Por aqui, costumam “ocidentalizar” com alguns recheios específicos, como cream cheese. Mas o original mesmo inclui cebolinha e couve flor.

Assim como alguns outros pratos dessa lista, o Temaki ganhou popularidade nas feiras populares, lá pelo século XIX. E diferente de outras regiões, a fama se deu na região de Edo, a atual Tóquio. Como o método é rápido e fácil de se fazer em locais que demandam por rapidez, logo o Temaki se tornou a opção mais popular na região.

Gyoza

Gyoza são os famosos pasteizinhos da Comida Japonesa

Quem disse que o Japão não tem seus salgados? Apesar de não ser tão carismático como a coxinha é por aqui, mas não deixa de ser menos saboroso. O pãozinho de gyoza é feito tanto cozido como frito. É uma massa relativamente fina, com recheio de carne suína, peixe, frango ou legumes, sendo aquela opção gostosa e ágil para quem gosta de comer diariamente.

O Gyoza tem duas passagens na história do Japão. A primeira, datada do período Edo, vem de um daimyo que simplesmente adorou a receita de um estudioso chinês que estava na região. Já a versão atual, que engloba tanto os fritos como os cozidos, vieram também das barraquinhas nas ruas de várias cidades japonesas, cujos trabalhadores viram como uma oportunidade no período após a segunda guerra.

Como um Barbudo pode apreciar a Culinária Japonesa sem sujar a barba?

Quer comer uma boa Comida Japonesa sem sujar a barba? Vamos te mostrar como

Massa, né? A cultura japonesa pode ser muito bem traduzida em sua culinária. Mas temos um pequeno “problema” aqui para os barbudos: se você for reparar nos pratos mais populares em terras nipônicas, quase todos eles não combinam coma  ideia de um cara barbudo.

É preciso ser quase um ninja para comer alguns de seus pratos sem sujar os pelos faciais. Pensando nisso, separamos algumas dicas de sobrevivência para você apreciar a comida japonesa sem grandes problemas. E caso tenha, um óleo para barba pode te ajudar bem.

  • Se vai usar Hashi, tenha cuidado – Comer com hashis é uma arte, e como tal, é preciso dedicação, treino e paciência. Isso mesmo, se você não é um barbudo de coordenação motora vai precisar de cuidado. E isso se torna ainda mais sério quando se é um barbudo. Comece com pratos seguros na hora de usar o hashi, como o Gyoza.
  • Considere um guardanapo no pescoço – Se já aconteceu de sujar a barba algumas vezes, melhor considerar algum tipo de proteção na hora de comer. Não tem nada de vergonhoso usar um guardanapo próximo ao pescoço para apreciar um bom prato japonês, sobretudo quando se trata de molhos, Antes um pouquinho de mico por se precaver do que outro pior por estar com a barba suja.
  • Não se esqueça de cuidar do bigode – Um dos pontos mais pertinentes na hora de cuidar da barba para comer é quanto ao bigode, que deve ser bem espaçado para não ganhar um “bigode extra”. Para comer peixes e o arroz japonês tranquilo, o melhor é passar uma boa cera para bigode.
  • Na hora do molho… – Aqui temos duas saídas práticas que não vão prejudicar o seu bigode. A primeira é fazer o uso de uma colher no lugar dos hashis, principalmente se você não for um cara muito habilidoso com os palitos. A segunda é não exagerar na hora de molhar os acompanhamentos no molho, para que o excesso não caia na barba. Procure explorar o molho dessa forma pra não ter que bebê-lo da tigela. Vai acabar prejudicando seu visual.

3 Pratos Japoneses para um barbudo apreciar

Se você é um grande apreciador da comida japonesa, mas não quer cair no tradicional sushi ou sashimi (as fatias puras de salmão), vamos passar quatro receitas práticas de alguns pratos que vimos aqui, para você dar aquele diferencial em casa para seus amigos e pessoas especiais. Dá só uma olhada.

1 – Takoyaki

A receita é própria para duas pessoas, o que é uma boa para fazer para sua namorada fã de cultura japonesa.

Ingredientes

Massa

  • 500ml de água com 1/3 de Hondashi
  • 120g de farinha de trigo.
  • 30g de maizena.
  • 2 ovos
  • 1 pitada de sal
  • 1 colher de sobremesa de fermento em pó.
  • 1 colher de sobremesa de shoyu.

Recheio

  • 1/2 cebolinha picada.
  • Gengibre vermelho em conserva a gosto
  • 200g de polvo cozido

Modo de Preparo

Misture os ingredientes da massa rapidamente em uma tigela. A ideia é não formar “bolotas”. Depois de bem misturado, conserve na geladeira durante 1 hora. Despeje em uma chapa própria de takoyaki e acrescente os recheios por cima,  enrolando-os com um palito de churrasco. Quando os bolinhos dourarem, retire da chapa e cubra com molhos.

Quanto aos molhos, você pode ser tanto um ocidental e adicionar maionese, ou ser mais tradicional e buscar os molhos japoneses, como shoyu ou mesmo alga verde.

3 – Temaki

Te garanto que é mais fácil que o Sushi, e tão saboroso quanto. O temaki, para ser sincero, é até um pouco mais popular aqui do que no próprio Japão. Então vamos aprender a fazer logo esta comida japonesa tão saborosa.

Ingredientes

  • Uma folha de alga (nori) cortada no meio
  • Arroz para Sushi
  • Cebolinha
  • Salmão cortado em cubinhos (você pode substitui o recheio por peito de frango se quiser, mas é preciso grelhá-lo)

Modo de Preparo

Estique a folha de Nori de forma a ficar como um retângulo. Em seguida, o coloque o arroz na primeira metade da alga, deixando espaço para fazer duas dobras nas pontas, como uma “orelha” de papel. Não exagera no arroz, para não ficar ruim de manter depois. Acrescente o salmão e um pouquinho de cebolinha picada por cima do arroz. Feche uma das pontas, dobre a outra metade, e feche a alga para que fique no formato de um cone. E está pronto o seu temaki!

3 – Gyoza

Por essa você talvez não esperava. O gyoza é até mais simples do que você imagina. Por isso separamos essa receita top de comida japonesa para você apreciar.

Ingredientes

  • 200 g de Farinha de Trigo
  • 100 ml de água
  • 1 Pitada de Sal

Modo de Preparo

Misture a farinha e o sal. Ferva a água, e depois despeje bem aos poucos na farinha, e vá misturando rapidamente, pois a ideia é deixar a massa “granulada”. Quando a massa amornar mais um pouco, vá sovando até ela formar uma bola. Embrulhe com filme plástico, e deixe para descansar por uns 30 minutos.

Depois desse tempo, unte suas mãos com óleo e volte a sovar a massa. Ela vai ficar lisa, brilhante e bem firme. Corte em alguns pedaços e faça no formato e tamanho que achar melhor, faça de acordo como preferir. Coloque o recheio, e feche.

Caso queira fritar, o melhor é deixar uma panela que acomode todos os gyosas com óleo fervente, e fazer uma imersão, da mesma forma que a batata frita. Com uma escumadeira é mais fácil tanto colocar como tirar. Caso queira cozinhar, faça o seguinte.

Unte uma frigideira, e coloque os bolinhos nela. Deixe em fogo alto até eles dourarem. Adicione 3/4 de xícara de água e tampe. O vapor irá cozinhar o bolinhos, que podem ser servidos logo em seguida. Quanto ao recheio, use sua criatividade: carne moída temperada, salmão em cubinhos, peito de frango desfiado, legumes e tantos outros podem ser adicionados.

Onde comer Comida Japonesa?

Saber onde e como comer comida japonesa pode ser um passo até melhor do que cozinhá-los em um primeiro momento. Por isso separamos alguns lugares para você conhecer com qualidade o melhor da culinária japonesa antes de se aventurar como um sushi man barbudo.

Sunsaki (Niterói, Rio de Janeiro)

O Sunsaki é uma grande referência na Comida Japonesa de Niterói e Rio de Janeiro

Localizado na orla da praia de São Francisco, é um dos restaurantes mais antigos da cidade. Com uma decoração bem ambientada nos restaurantes comuns que existem por lá, o local é excelente para conhecer o melhor da culinária japonesa, e de quebra apreciar a vista do mar.

Se você mora perto ou está de passagem porque não conferir e nos contar se está a altura de um barbudo de respeito?

Contato: Sunsaki

Udon (Belo Horizonte, Minas Gerais)

Udon é um dos melhores restaurantes de Comida Japonesa em Belo Horizonte

É um dos tradicionais de BH, e um dos mais visitados. Seguindo as tradições dos restaurantes japoneses, ele deixa a cozinha bem à mostra, e além dos pratos mais tradicionais. o cardápio ainda conta com algumas opções bem brasileiras, como opções exclusivas de Tempura e pratos exclusivos com atum. Vale muito à pena.

Contato: Udon

Azuki (Curitiba, Paraná)

O Azuki é outro excelente local para apreciar a Comida Japonesa

O Azuki não é apenas um, mas vários restaurantes espalhados pelo país. E é curioso que, mais do que o restaurante em si, eles oferecem opções ainda mais interessantes que te coloquem dentro do ambiente de um verdadeiro restaurante japonês, com rodízios da culinária nipônica, karaokê, e fora a decoração. Eu citei Curitiba, mas você encontra no Rio de Janeiro também.

Contato: Azuki

Umai Yoo (Caxias do Sul, Rio Grande do Sul)

Para quem é da Serra Gaúcha, o Umai Yoo é uma ótima opção de restaurante com Comida Japonesa

Essa é para o barbudo da serra gaúcha. o Umai Yoo é uma das opções mais bem recomendadas pelos locais e por turistas. Além da culinária japonesa, o restaurante gaúcho também trabalha com comida tailandesa, e a decoração combina bem a cultura dos dois lugares. Bem legal para quem curte algo diferente.

Contato: Umai Yoo

Agora que você já sabe como cozinhar, como comer, e onde comer a comida japonesa, que tal se preparar de acordo para essas ocasiões? Pela cultura de lá, mostrar o seu devido respeito com um visual adequado e atendendo as situações de grooming, você torna a experiência ainda melhor. Até a próxima, jovem!

Quer receber no seu email excelentes conteúdos iguais a este? Então cadastre-se em nossa newsletter.

Comida Japonesa – Confira tudo que um barbudo deve saber
4.6 (92.99%) 77 votos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Avatar for Rodrigo

Escrito por Rodrigo

Barbudo com interesses diversos, expert em produtos para barba e cuidados, porem focado em ajudar outros barbudos em como cuidar melhor de suas barbas e ter seu estilo próprio.
Tem alguma dúvida? Pergunte-me e irei lhe ajudar no que for preciso para deixar sua barba top!

O que acontece quando você não transa regularmente

As Melhores Dicas para acampamento para o Outono