Já falamos várias vezes que não dá para aprender muita coisa com os filmes para adultos, mas a Sasha Grey é um pouquinho diferente. Se você não está familiarizado com o nome (o que ganha uns pontos de pureza numa ficha de RPG), Sasha Grey é um nome bem conhecido da indústria pornô. A garota emplacou nada menos do que 271 filmes, alguns deles na íntegra nas melhores redes de… Bom, deixa pra lá.

Motivos para conhecer e respeitar Sasha Grey

É fato que Sasha Grey fez seu nome bem cedo não apenas dentro da indústria “para maiores”, como fora dela também. Volta e meia alguém menciona o livro da moça nas rodas de amigos mais despojados e soltos. E numa boa: o livro é só uma das coisas legais que vai você conhecer a moça, além do lado mais lascivo da coisa.

A dica sobre não ser “porn educated” continua valendo, viu?

1 – Seu nome não é à toa

Sasha Grey começou uma carreira meteórica de uma maneira única

Não, não é o nome de batismo dela. Marina Ann Hantiz (esse é o nome de batismo dela) se inspirou em dois pontos bem distintos para compor seu nome de artista. Sasha é o nome do vocalista e fundador do KMFDM, primeira banda de metal industrial alemã, e que até hoje está presente no grupo. Quem ia adivinhar, não é?

O Grey é fácil de identificar: é o sobrenome do personagem Dorian Grey, criado pelo escritor Oscar Wilde. E um detalhe curioso: um cara bonito e imortal que viaja nas loucuras sexuais mais pesadas em um determinado momento da trama. Meio a ver com a Sasha… E não se engane, jovem. O que falamos agora não está longe da realidade.

2 – “Faço por que gosto”

Só o nome Sasha Grey já tem um bocado de referências

Palavras dela própria.Sasha Grey começou ainda nova na indústria pornô, só com 18 anos, e teve uma carreira meteórica, rápida, e se encerrou com ela ainda nova. Não, jovem, ela não morreu: Sasha Grey, desde o começo de sua carreira nos filmes pornôs até sua fase atual, sempre deixou bem claro que fez por que gosta, e buscou sempre o melhor de cada experiência.

E para quem não tem amarras quanto a sexo, que meio melhor de descobrir todas as possibilidades dele do que na pornografia? Tá certo que muita coisa ali é bem fora da realidade, mas você acha mesmo que ela se importa? Aliás, como você vai ver daqui a pouco, e é algo a se respeitar lindamente, é que ela tem fibra o bastante para não se colocar numa postura frágil.

3 – Tem consciência de suas atitudes

Sasha Grey não se preocupa nem um pouco com sua opinião a respeito dela

A carreira de Sasha Grey terminou em 2011, por decisão dela própria. Saiu por cima em um momento em que ganhou bastante notoriedade por seu desprendimento, e mais ainda por sua postura firme. Saiu em alta, para ser mais direto. Mas e aí, ela viveu do que ganhou por lá?

Não senhor, jovem. Sasha Grey é uma ativista em diversas campanhas mundo afora, desde educação sexual a direito das mulheres. Ela já encabeçou até uma campanha da PETA, em proteção a espécies em extinção.

Em qualquer uma dessas campanhas, inclusive a que instigou sua saída da indústria pornô para fazer leitora para crianças, a carreira pregressa de Sasha volta e meia é chamada atenção, e ela não se incomoda nem um pouco. A consciência de sua carreira, e a postura de não se curvar a ninguém por causa disso, é o que a torna louvável.

4 – Suas aspirações artísticas são variadas

Sasha Grey é uma forte ativista

É bem possível que você associe o nome de Sasha Grey a outra coisa que não seja filmes pornográficos. Além de ativista, sua carreira enveredou para vários segmentos artísticos: como membro da banda aTelecine, de estilo Industrial Americano; como modelo, sendo seu trabalho mais conhecido o book “Néu Sex”, com fotos tiradas em seu auge como pornstar; e na literatura, com o romance Julliete Society, que faz 50 Tons de Cinza ser uma brincadeira de casinha.

Mas a carreira de atriz dela não acabou só porque saiu do pornô. Como atriz regular, ela já participou de alguns longas metragens em Hollywood, inclusive ao lado de caras conhecidos, como Elijah Wood, e o diretor Steven Sodenbergh (de Traffic), no filme The Girlfriend Experience.

5 – Sua postura deve ser respeitada

Sasha Grey é cheia de qualidades que você não imagina

Pensa comigo, jovem: uma mulher interessada mesmo numa boa transa, e das mais variadas possíveis, segura de si, que se porta com firmeza, que não esconde suas preferências, e mais ainda, incentiva a cada um buscar sua sexualidade e personalidade nisso, merece o seu respeito, não acha?

E a coisa vai ainda adiante, jovem. Se você ainda faz uso desses vídeos para maiores, sabe que o padrão feminino lá é bem… Curioso, vamos dizer assim: as mulheres não só estão dentro desse padrão cheio de fetiche, como muitas das atrizes se submetem a esse processo de transformação, o que torna a coisa bem artificial, sendo honesto. Sasha Grey não só recusou essas anabolizadas, como até hoje age em prol desse respeito com o próprio corpo.

Como não respeitar Sasha Grey depois de saber disso? Eu sei que muitos barbudos vão ficar com aquela sobrancelha arqueada em dúvida quanto a isso, mas o fato é que temos uma mulher de personalidade e postura aqui, algo que, numa boa, precisamos mesmo. As barbudetes atuais tem tanto a mostrar como ensinar para muitos caras aí, em todos os aspectos. Ser macho de aprender é uma questão que pode ser levada igualmente numa boa.

Agora que você conhece um pouco mais da Sasha Grey, compartilhe com seus amigos, e amigas por que não, o papo vai ser no mínimo interessante. Até a próxima!

Deixe sua pergunta ou opinião

Ad Blocker Detected

Our website is made possible by displaying online advertisements to our visitors. Please consider supporting us by disabling your ad blocker.

Refresh