5/5 - (3711 votes)

Já tem um tempo que Rodrigo Hilbert virou um sinônimo de homão da porra. Eu sei que tem uma galera que discorda, enquanto outros tentam entender. E nós aqui da Beard já meio que sacamos o que faz dele um sujeito tão referenciado por aí, seja por elas ou por eles. Trata-se de um cara que faz o que muitos homens deveriam fazer, e não fazem…

Mas calma. Isso não significa que você precisa ser um príncipe encantado, ou qualquer coisa do tipo. Lembra o que falamos sobre as figuras que as barbudetes buscam hoje em dia, sobre o cavalheiro moderno? É bem por aí. Por isso vamos dar uma analisada nessa história do Rodrigo Hilbert, e por que é bom você se inspirar em algumas atitudes.

Afinal de contas, se todos fossem ele, daqui a pouco a mulherada e “homaiada“ vão procurar outra figura para se inspirar. É assim em qualquer lugar e segmento, não se engane.

Rodrigo Hilbert e o “homem ideal”

Rodrigo hilbert não é considerado um homão da porra sem motivo

Quem acompanha o cara nas redes sociais, ou em seu programa no Multishow, sabe que ele é um sujeito multifacetado, vamos dizer assim. Cozinha pra caramba, cuida da casa, dos filhos, faz os reparos que precisa, sabe como agradar e fazer sua esposa feliz… Isso sem contar a postura meio zen, pacífica, além de dar uma força expressiva a Fernanda Lima e a seus familiares. Em suma, um homem ideal, certo?

De certa forma, sim. E acho que é por isso que tem muitos caras que não gostam muito dessa ideia de “homão da porra” relacionada a Rodrigo Hilbert. O cara faz, naturalmente, muito do que se espera de um homem em uma relação a dois, seja como pai, como marido e como amigo.

Talvez você não seja um cara tão zen assim. Ou que tenha todas essas proficiências “do lar”. Ou ainda que não queira ser mesmo, e está tranquilo com isso. Então como proceder nesse caso? Os homens precisam “parar Rodrigo Hilbert”, como sugerem os memes por aí?

Calma, jovem, calma, não é para tanto. Temos duas coisas importantes para deixar claro aqui. Primeiro, você não precisa ser o Rodrigo Hilbert. Essa simbologia toda é mais para mostrar como boa parte dos homens podem ser com suas amadas e com o dia a dia no geral, sem perderem suas características essenciais.

Segundo, e aqui está o ponto que você deve levar em conta para as dicas e sugestões dadas a seguir, é que um cara como ele dá outra noção importante para qualquer homem: a de se permitir experiências.

Aprendendo a ser um homão da porra

Daniel Day Lewis é um Homão da porra de respeito

A afirmação que demos acima tem muita lógica, jovem. A maioria dos problemas que envolvem os casais hoje estão mais na dificuldade em encontrar um equilíbrio na relação entre o que é a dois e o que a sós. E mais específico ainda, é quanto ao que os homens se permitem quanto ao relacionamento.

Explico. Tem muitos caras que possuem pensamentos bem definidos quanto ao que desejam ou não na relação, e que nem sempre ficam claros para suas parceiras até que as situações de acordo surgem. Isso está relacionado a cozinha, ao sexo, a viagens, a rotina… Enfim, a tudo que envolve o casal. E quando se criam certas expectativas, e não são devidamente atendidas ou até mesmo frustradas, é quando os problemas começam a surgir.

Tá certo que você não precisa ser um cara permissivo e fazer exatamente tudo que ela quer. O próprio Rodrigo Hilbert não faz isso, pelo simples fato dele decidir tudo junto a esposa, e não acatar ou mandar. É por aqui que vamos te dar dicas importantes para ser você mesmo, e ser um homão também.

Seja um bom ouvinte

E quando falo isso, não apenas assentir com a cabeça sem prestar atenção no que ela fala, jovem. Muitas vezes precisamos de alguém com quem possamos desabafar numa boa, e sentir que com ela podemos ficar em paz. Se você permite esse tipo de atitude, tão simples, pode ter certeza que já vai melhorar e muito a atenção.

Se permita ser aprendido

Um dos segredos de Rodrigo hilbert é que ele está sempre aprendendo algo novo

Não precisa sentir inveja do Rodrigo Hilbert por não saber um monte de coisa. Mas se você manja de uma nobre arte do lar, não deixe de fazer junto com ela. Cozinhar a dois, ou cozinhar para ela, é um prazer único, bem como dar uma segurança na hora de trocar aquele chuveiro.

E se ela souber dessas e outras proficiências e você não, se permita aprender também, jovem. Deixar a postura de cara orgulhoso que sabe de tudo e de que ela não precisa aprender ou fazer nada é fundamental para atingir um novo passo de vida.

Valorize o interior

A maior parte dos caras foi ensinada a ser um provedor, um guardião e um cara que não precisa da ajuda de ninguém que não seja no mesmo patamar. E quando não mostram isso, em tese seria pior ainda.


Claro que autoestima e segurança nas atitudes é algo ideal para qualquer homem, na verdade para qualquer pessoa, mas se tem uma coisa que te faz um homão da porra, é justamente deixar o aspecto “expositor” de lado.

Um homem portentoso não precisa deixar claro que ele é “o cara”. Suas atitudes em público, e mais ainda na intimidade, vão deixar isso bem claro. Não forçar a barra, e se permitir aprender certas atitudes de vida, vão fazer muita diferença

E tenha uma barba!

Desperte o Homão da porra que existe em você!

Isso é de praxe, cara! Como você vai ser um homão da porra sem uma barba? Não é só tendência: barbas dão uma presença sem tamanho para qualquer cara, e o Rodrigo Hilbert sabe disso também, apesar de não mantê-la o tempo inteiro. Se você chegou aqui e não sabia disso ainda, saiba que os pelos faciais dão uma boa diferença na hora de moldar essa postura.

Ser um homão da porra, como o Rodrigo Hilbert ou não, pede por algumas atitudes simples. Elas até podem bater de frente com algumas coisas que você faz, e se você não for carrancudo, pode descobrir um cara ainda melhor do que imagina que é. Vai por mim, isso faz toda diferença. Até a próxima, jovem!


Deixe sua pergunta ou opinião

Ad Blocker Detected

Our website is made possible by displaying online advertisements to our visitors. Please consider supporting us by disabling your ad blocker.

Refresh