Já falamos aqui em nosso artigo sobre estilos de barba sobre a Van Dyke. É um visual estiloso, um tanto hipster, e que precisa de um cuidado mais apurado que o de costume. E pelos formatos que ela possui, dá para entender a razão para tanto. Só que esse estilo particular possui algumas curiosidades bem interessantes.

Para começar, de onde veio esse nome Van Dyke? E quais as variações você pode fazer com esse bigode e barbicha tão bem estilizadas? Isso é que vamos ver nesse post, para quem deseja fazer uma boa mudança no visual e dar aquela surpresa para si mesmo, para os amigos e para namorada. Vai por mim, existem boas vantagens a se explorar com ela.

Onde surgiu o estilo Van Dyke?

onde surgiu o estilo Van Dyke

O Van Dyke é um tipo específico de cavanhaque em que a barbicha e o bigode não se conectam, mas estão em sincronia com seu desenho bem estilizado. O nome é uma homenagem ao pintor Anthony Van Dyke, muito conhecido na escola Flamenca pelo seu estilo de arte. O belga foi o pioneiro no visual também, no auge do século XVII.

O estilo Van Dyke foi muito utilizado até o final do século XIX, e aos poucos foi caindo no esquecimento. E, olha que coisa, foi a galera hipster que trouxe o estilo de volta aos poucos, embora algumas figuras da mídia já fazerem uso antes.

Hoje o estilo Van Dyke tem sua popularidade, mas não é visto com tanta facilidade quanto outros estilos. O que de certa forma é muito bom: as características que chamam atenção nesse visual são únicas o bastante para não serem tão usadas.

E como você vai ver no nosso passo a passo, fazer um Van Dyke requer um pouquinho mais de atenção e cuidados na barba. Veja só como é.

Como fazer o Van Dyke

como fazer um Van Dyke

Se você quiser um visual Van Dyke top, e até mesmo estilizar em algumas das formas que vamos mostrar logo em seguida, basta seguir os passos adiante. É um tanto simples, mas requer atenção.

Passo a Passo para fazer um Van Dyke

  1. Não esqueça dos cuidados básicos. Aqui vai uma dica importante: o Van Dyke só será possível se houver um cuidado constante com a barba. Portanto, não se esqueça de usar o shampoo para barba e o balm com frequência, para deixar os pelos faciais macios e fáceis de serem moldados.
  2. Limpe as laterais do rosto. Após 6 semanas de barba crescendo, o primeiro passo é tirar toda a barba nas laterais e no pescoço. Se você prefere algo mais rústico e mais prático, pode usar a navalha para a tarefa, e isso te ensinamos bem aqui.
  3. Faça um cavanhaque redondo. Quando tirar as laterais da barba, deixe apenas o cavanhaque, com um espaço de aproximadamente 5 centímetros da boca. No pescoço, tenha cuidado ao não tirar a barba na área do queixo. A ideia é que o cavanhaque fique redondo, para que a última e a principal parte do Van Dyke seja trabalhada.
  4. Comece a modelar. Com o cavanhaque feito, é hora de se desfazer dele. Com os materiais que usou para fazer a barba nas laterais, tire com cuidado a área entre o queixo e a boca. Essa parte deve ficar tão lisa quanto o restante. Com isso, seu Van Dyke está quase concluído.
  5. Cuidado com os detalhes. À esta altura, você já deve ter visualizado o seu Van Dyke. Então é hora de aparar as pontas do bigode, ajustar de leve sua barbicha, e definir o visual final de sua obra. Para começar, mais adiante tem alguns estilos de Van Dyke nos quais você pode ter uma referência, e depois encontrar o seu estilo.
  6. Mantendo o Van Dyke. Para ter sempre um visual clássico como este, você vai precisar de uma boa cera para bigode, e óleo para barba, tanto para proteger a barba dos efeitos externos, como para deixar o próprio visual intacto por longas horas. E você não deve esquecer dos outros produtos, e fazer a barba nas áreas já limpas. Não é fácil, mas é muito recompensador.

5 Dicas de estilos Van Dyke

Agora que você já sabe como moldar o seu visual clássico, que tal umas referências para não ficar perdido na hora de aparar? Elas vão facilitar e muito sua vida de barbudo.

1 – A Aliança Rebelde

Van Dyke aliança rebelde

Se você é fã de Star Wars, já pegou a ideia. Quer um estilo tão original para o seu Van Dyke que não seja desenhá-la com o símbolo dos heróis da série de George Lucas? Pode dar um pouco de trabalho por conta da precisão na hora de fazer a barba na região do queixo, mas o resultado é uma referência que quando percebida pode abrir muitos sorrisos.

2 – O Clássico dos Clássicos

Van Dyke clássico

Este é o clássico Van Dyke, sem tirar nem por. Bigode levemente volteado, uma barba fina e pontuda. Se você é mais tradicionalista, pegue este visual. Mas não se esqueça que neste visual, um boa cera para bigode é básico!

3 – O “T”

Van Dyke T

Em teoria, não se diferencia do clássico em questão de formato. O que caracteriza essa variação como algo único é o bigode mais próximo da boca, desenhado de forma a parecer com a letra em questão, e a barbicha ser um pouco mais larga, e sem ponta.

4 – O Van Dyke Francês

Van Dyke frances

O estilo francês foi um dos mais popularizados, principalmente por figuras públicas como o músico Chris Cornell, e recentemente com o ator Hugh Jackman como parte de sua caracterização no filme “Pan”. Tanto a barbicha como o bigode são desenhados com mais sofisticação, deixando um visual que lembra muito os Três Mosqueteiros.

5 – O Estilo Pontudo

Van Dyke estilo pontudo

Uma variação do estilo clássico. Aqui todas as extremidades do Van Dyke ficam pontudas, criando algo um pouco mais agressivo, e ainda mais impactante.

E aí, gostou das dicas de Van Dyke? Agora fica muito mais fácil fazê-los, não é verdade? Deixe nos comentários quais ideias você sugere, e se ficou bacana a nova empreitada. Até a próxima jovem!

Quer receber no seu email excelentes conteúdos iguais a este? Então cadastre-se em nossa newsletter.

Deixe sua pergunta ou opinião

Ad Blocker Detected

Our website is made possible by displaying online advertisements to our visitors. Please consider supporting us by disabling your ad blocker.

Refresh