em

Homebrew: produza sua própria cerveja e impressione!

Apesar de não ser uma bebida tipicamente brasileira, a cerveja ganhou o paladar popular e hoje somos um dos povos que mais consomem em todo o mundo! O post de hoje foi preparado especialmente para aqueles que apreciam essa bebida! Então, se você também curte saborear a cerveja e tem vontade de aprender como se faz, trouxemos toda a arte do Homebrew, para que você produza em casa a sua própria bebida e faça sucesso nos churrascos da turma! Acompanhe!

Homebrew

Homebrew: produza sua própria cerveja e impressione!

Homebrew, em português, quer dizer “desenvolvido em casa”. Brewing é o processo de fabricação da cerveja. Ou seja, nesse contexto, o termo Homebrew significa a produção de cerveja em casa.

O grão mais comumente utilizado para fabricação de cerveja é a cevada, mas existem outros (incluindo trigo, centeio e aveia). Você pode pensar em cerveja como uma bebida feita essencialmente a partir de quatro ingredientes: malte, lúpulo, levedura e água. O processo de produção tem quatro etapas principais, que são: maltagem, trituração, fervura e fermentação.

Continue lendo que vamos explicar cada um desses itens.

Ingredientes básicos da cerveja

Malte

Homebrew: produza sua própria cerveja e impressione!

O malte é um grão que foi preparado para a produção de cerveja (por um processo chamado, não surpreendentemente, malte). Cevada maltada é o grão de base mais comum usado na fabricação de cerveja, mas o trigo maltado também prevalece.

Em algumas cervejas, ingredientes não maltados ― incluindo milho e arroz ― também podem ser usados. O malte fornece o açúcar que a levedura consume durante o processo de infusão e, por consequência, determina a força da cerveja.

A maioria dos homebrewers, ou cervejeiros profissionais, não maltam seus próprios grãos. Eles simplesmente compram o malte feito por produtores de malte ou usam extrato de malte, uma forma mais altamente processada do grão.

Lúpulo

Homebrew: produza sua própria cerveja e impressione!

O lúpulo é o “tempero” da cerveja, proporcionando a amargura para equilibrar a doçura do sabor, além de também adicionar sabor e aroma, se o fabricante assim o desejar. Em comparação com o malte, o lúpulo é adicionado em pequenas quantidades na cerveja.

Levedura

A levedura é transformada na cerveja não fermentada (líquido chamado mosto). Ela consome açúcares do malte e os converte em álcool e dióxido de carbono. O álcool é, naturalmente, o que dá à cerveja sua “emoção” e o dióxido de carbono é o que dá a espuma.

Água

A maioria das cervejas são compostas por mais de 90% de água em seu volume. A regra básica (embora não infalível) em Homebrew é: se a sua água tem gosto bom, será adequada para a fabricação de cerveja. Se a água da torneira não tiver um gosto bom, tente usar água mineral engarrafada em vez disso. Evite água filtrada através de purificadores de água.

As quatro etapas da produção de cerveja

Homebrew: produza sua própria cerveja e impressione!

Maltagem

A maltagem começa no processo de conversão das matérias-primas em cerveja. O primeiro passo é a germinação, permitindo que enzimas ocorram naturalmente nos grãos para ativá-los, de forma que possam ser utilizados para o próximo passo na fabricação da cerveja.

Trituração

Na trituração, os grãos maltados são embebidos em água quente. No processo, as moléculas de amido são dissolvidas no líquido quente e as enzimas transformam as grandes moléculas de amido em moléculas menores de açúcar.

Ebulição e Refrigeração

Homebrew: produza sua própria cerveja e impressione!

A solução de água, açúcares do malte e outras substâncias a partir do malte é chamada mosto (ou cerveja não fermentada). Antes de o mosto ser fermentado, ele deve ser cozido. A ebulição do mosto ajuda a tornar a cerveja final um produto mais estável.

Durante a fervura, o lúpulo será adicionado ao mosto e compostos amargos são extraídos. Após o cozimento, o mosto é resfriado de modo que a levedura possa ser adicionada.

Fermentação e Condicionamento

Uma vez que o mosto é resfriado, é adicionado o fermento. Depois de um curto período de tempo em que a levedura se equilibrar ao mosto, começa a fermentação. Para homebrewers que fizerem uma quantidade média de cerveja, a fermentação vai durar cerca de uma semana. Após a cerveja ser totalmente fermentada, ela estará pronta para ser engarrafada e servida.

Passo a passo para produzir a cerveja própria

Homebrew: produza sua própria cerveja e impressione!

Os ingredientes são facilmente encontrados em lojas especializadas, assim, vamos ao que interessa!

  1. Comece pesando o malte e jogando ele no moedor de cereais. Triture somente até quebrar a casca, tomando cuidado para não transformá-los em farinha (isso prejudica o processo de filtragem).
  2. O próximo passo é esquentar 20 litros de água, mantendo a temperatura entre 60 e 70°C. É importante que o termômetro esteja sempre dentro da panela para controlar a temperatura. Adicione o malte e mexa por cerca de 20 minutos até a temperatura alcançar exatamente os 70°C. Caso ultrapasse os 74°C, as enzimas deixarão de agir. Apague o fogo e deixe a mistura (o mosto) descansar por uma hora.
  3. Reacenda o fogo e vá mexendo até a mistura alcançar os 78°C (se passar, você perderá a mistura). Derrame o mosto em uma panela de fundo falso e novamente retire de 2 a 3 litros da mistura com ajuda de uma escumadeira (essa ação ajudará a retirar os farelos). Depois, transfira novamente para a panela comum.
  4. Continuando, acrescente um pouco mais de água a 70°C, repondo as perdas do bagaço e da evaporação, retomando o volume inicial de 20 litros. Volte a cozinhar tudo e, 5 minutos após a fervura, adicione o lúpulo de amargor. Aqui você pode deixar o conteúdo no fogo por mais uma hora, mantendo a panela destampada. 5 minutos antes do tempo final, acrescente o lúpulo de aroma.53158434_xxl-w700
  5. Nessa etapa, todo material precisará ser sanitizado usando álcool, pois a presença de qualquer bactéria poderá afetar o sabor final. Em seguida, mergulhe a panela com a mistura em um recipiente com água e gelo, mexendo por alguns minutos no sentido anti-horário. Por fim, deixe descansar por uma hora com a tampa fechada.
  6. O próximo passo é transferir o líquido para um balde de PVC e adicionar o fermento. Isso é fundamental para não matar as leveduras, pois são elas que transformam o açúcar em álcool. Lacre o balde e deixe descansar por 7 a 10 dias.
  7. Durante esse período, a levedura decanta para o fundo do balde. Você pode se livrar dela transferindo a cerveja para outro balde, também de PVC. Novamente, lacre o novo balde e o mantenha em temperatura ambiente por cerca de mais 2 semanas.
  8. Para finalizar, transfira a cerveja para outro balde, retirando todos resíduos. Ferva uma mistura de 100g de açúcar com 110ml de água, separe porções entre 5 e 8g (cuidado: se a quantidade ultrapassar esse valor, a garrafa poderá explodir) e despeje em uma garrafa de 1 litro. Agora é só preencher de cerveja até metade do pescoço da garrafa. Aqui, a levedura começa a reagir com o açúcar, produzindo gás carbônico. Guarde as garrafas por mais 10 dias em local arejado, depois é só gelar e cair na festa!

 

Esperamos que tenham gostado de nosso post e que em breve você esteja saboreando a sua própria cerveja. Ficou alguma dúvida? Tem alguma sugestão? Deixe um comentário para nós!

Quer receber no seu email excelentes conteúdos iguais a este? Então cadastre-se em nossa newsletter.

Deixe sua pergunta ou opinião

Avatar for Rodrigo

Escrito por Rodrigo

Barbudo com interesses diversos, expert em produtos para barba e cuidados, porem focado em ajudar outros barbudos em como cuidar melhor de suas barbas e ter seu estilo próprio.
Tem alguma dúvida? Pergunte-me e irei lhe ajudar no que for preciso para deixar sua barba top!

Dicas para a hora de ir ao barbeiro.

Como cuidar melhor de uma barba oleosa