em

Liga da Justiça: um filme para marcar uma geração

Entenda alguns dos motivos pelos você pode se tranquilizar ao ir para o cinema

Você pode ser um velho barbudo e ter acompanhado os quadrinhos desde sempre. Ou pode ser um barbudo jovem, que cresceu empolgado com as aventuras mostradas nas animações de Bruce Timm. Independente de onde você conheceu o Superman, o Batman, a Mulher-Maravilha e todos os outros membros da Liga da Justiça, não tem como não ficar empolgado com seu vindouro filme.

Ou será que não? Depois do sucesso dos Vingadores e outros filmes da Marvel nos cinemas, e as recepções dispersas das iterações da DC, fica aquele misto de dúvida e empolgação pelos fãs mais fervorosos. Mas ao nosso ver, não tem o que se temer, jovem, e vamos explicar os porquês.

Liga da Justiça – Um filme sobre Legado

A Liga da Justiça finalmente chega aos cinemas!

Para quem ainda não sabe, a Liga da Justiça surgiu antes dos Vingadores da Marvel, nos quadrinhos. A editora DC já tinha um panteão de heróis já muito bem estabelecidos, e desde a época que se chamava National Comics. Superman, Batman, Mulher-Maravilha, bem como versões prévias do Lanterna Verde e Flash, já bem conhecidas do público.

Isso tudo, porém, na chamada Era de Ouro dos Quadrinhos. Foi apenas em 1960 que o roteirista Gardner Fox reuniu tanto os velhos heróis, como as novas versões do Velocista Escarlate e do Guardião Esmeralda reuniu todos na revista The Brave and The Bold, e desde então nunca mais deixou de ser produzida. Na primeira versão, também vieram Aquaman e o Caçador de Marte.

A Liga da Justiça foi um marco nos Quadrinhos. Enquanto a Marvel explodia em vendas com as revistas do Quarteto Fantástico e outras criações sem fim de Stan Lee, Jack Kirny, Steve Ditko e tantos outros, a DC trouxe novas facetas aos heróis que tanto brilharam nas primeiras décadas do século XX.

Com tantos membros em suas fileiras ao longo das décadas, poderia ser difícil pensar nos integrantes da Liga da Justiça. Mas estamos falando de um grupo que, por mais variado que seja, tem características imutáveis. Sim, eu sei que tem a Sociedade da Justiça, a Liga organizada pela ONU, e tantas variações tão carismáticas quanto. mas você consegue imaginar um filme tão importante para os fãs da DC sem o Batman, a Mulher-Maravilha, ou até o Aquaman?

Não é por acaso que anda tão estranho o fato do Superman não aparecer nos materiais promocionais – mesmo que as pessoas saibam os motivos devido aos eventos de Batman v. Superman.

O fato é que, independente das incertezas presentes na divulgação dos trailers, e das comparações inevitáveis com os Vingadores, a Liga da Justiça tem tudo para ser um dos marcos da geração.

As Mudanças por trás das Câmeras

Joss Whedon tem papel importante na direção da Liga da Justiça

Sim, jovem, eu sei que você não deve gostar tanto do Zack Snyder hoje em dia depois do que ele fez em certos filmes. É fato que o dedo do diretor e da própria Warner em produções como Esquadrão Suicida deixaram muitas pessoas pistoladas o bastante para estarem em dúvidas com o trabalho cinematográfico da DC. Felizmente, os executivos perceberam suas falhas a tempo, e desde o Mulher-Maravilha, já podemos ver as mudanças.

Para quem anda preocupado com as produção do filme, depois da ausência de Zack Snyder, saiba que os heróis estão em boas mãos. É bem provável que já saiba da presença de Joss Whedon, diretor do filme dos Vingadores, na refilmagem de algumas cenas e finalização de outras. Você pode sentir isso no trailer mais recente da Liga da Justiça, por exemplo.

Outra mudança expressiva é no direcionamento tanto neste como nos futuros filmes da DC no cinema. Geoff Johns, o diretor criativo da DC Entertainament, e um dos caras mais geniais a ter passado pela editora, já informou em entrevistas que a partir da Liga da Justiça, os próximos terão um mais liberdade criativa para seus diretores e roteiristas, e menos preocupações em criar um universo interligado, em que é necessário ver todos os filmes para ter uma noção do que está acontecendo.

Então, jovem mais afoito, está mais tranquilo? Que tal umas referências para ir esperto e pronto aos cinemas?

Universo Cinematográfico DC – Igual, mas diferente

Um filme de super-heróis, ainda mais do tamanho que é a Liga da Justiça, não poderia vir sem suas referências e bases das próprias revistas. Se quer ter uma noção mais clara de quais histórias eles estão tirando a referência de personagens e do próprio roteiro, dá só uma olhada no que separamos.

As versões dos Super-Heróis

Essa é uma das partes mais legais da Liga da Justiça. Enquanto eles estão constantemente atualizando os heróis nos quadrinhos, suas encarnações cinematográficas trazem escolhas ousadas e diferentes em um mesmo universo. Vejamos as de maior destaque.

Batman

Mesmo com cara de "novinho", o Batman da Liga da Justiça é o velho Bruce Wayne de Cavaleiro das Trevas

Como foi visto em BvS, o Bruce Wayne bronco e violento dos filmes é bem inspirado na versão do clássico “Cavaleiro das Trevas”, de Frank Miller. Aliás, vários elementos dos quadrinhos vieram na nova versão do Batman nos cinemas.

Aquaman

A Liga da Justiça está bem resolvida com o Aquaman

O pessoal da DC sabe o quanto Aquaman é “zoado” pelo público, então trataram de escolher a versão mais badass do rei atlante. O guerreiro, vivido por Jason Momoa, tem referências diretas ao Aquaman de Peter David, quando este se tornou um rei mais ríspido e menos “bom moço”.

Ciborgue

O Ciborgue é uma adição bem surpreendente no filme da Liga da Justiça

A adição do Ciborgue é referência direta aos Novos 52, como veremos adiante, e é por esse motivo que ele causa tanto estranhamento para os mais velhos. Victor Stone sempre foi um membro primordial dos Jovens Titãs, formando uma tríade com Robin e Estelar. Mas nos últimos anos, tanto sua origem como participação no Universo DC estão ligadas a Liga da Justiça.

A Invasão de Darkseid

O Lobo da Estepe é o principal vilão do filme da Liga da Justiça

Mesmo sem nenhuma informação oficial, é certo que vejamos uma aparição de Darkseid no longa. A base utilizada para o filme é o primeiro arco da Liga da Justiça dos Novos 52, fase iniciada em 2011 iniciando todas as histórias da DC do 0.

É nesse arco que temos a nova origem de Ciborgue, a ausência do Caçador de Marte, e a violenta invasão da Terra pelos parademônios. Além de Darkseid, outro personagem esperado na trama é o Lobo da Estepe, que aparece com mais destaque no mesmo arco, porém na revista Terra-2.

E aí jovem, pronto para ver a Liga da Justiça? Deixe os problemas de lado um pouco e curta uma das produções mais esperadas dos últimos anos, e sem picuinhas: de polarizações e tretas, o mundo já está bem cheio. Até a próxima!

Deixe sua pergunta ou opinião

Avatar for Rodrigo

Escrito por Rodrigo

Barbudo com interesses diversos, expert em produtos para barba e cuidados, porem focado em ajudar outros barbudos em como cuidar melhor de suas barbas e ter seu estilo próprio.
Tem alguma dúvida? Pergunte-me e irei lhe ajudar no que for preciso para deixar sua barba top!

Fantasia com barba para bombar no Halloween

Papo aberto: O que elas não falam sobre Sexo Anal