em

Você sabe o que é o lúpulo? Saiba tudo aqui.

O lúpulo é parente da maconha!

Qualquer bom apreciador de cerveja sabe que cerveja mesmo é feita de água, malte lúpulo e levedura, porem o que muitas dessas pessoas não sabem é o real papel do lúpulo e o que ele agrega à bebida.

O lúpulo é utilizado principalmente para a produção da cerveja, ele é o responsável pelo amargor e tão importante quando, contra-balancear o extremo dulçor do malte e também por ser um conservante natural. E sim ele é um parente do cannabis. Abaixo vou detalhar várias utilizações do lúpulo, principalmente na cerveja.

A forma com que o lúpulo é utilizado no processo produtivo varia de acordo com o estilo de cerveja fabricada. O que varia de acordo com a ou as variedades de lúpulo utilizada e a quantidade.

O lúpulo é uma planta que pertence à ordem Urticaceae, da família Cananbinaceae e gênero Humulus. Seu nome científico é Humulus Lupulus.

Onde é cultivado

O lúpulo precisa de um certo clima e algumas características para específicas para se ter qualidade.

A planta precisa de baixas temperaturas com incidência de luz solar. Sendo assim países com que estão geograficamente em latitudes maiores, tanto no hemisfério norte quanto no hemisfério sul, possuem características climáticas favoráveis para a produção da planta.

Mas infelizmente pelas bandas de cá da nossa terrinha, ele é pouco cultivado. Os principais produtores de lúpulo são:

  • Alemanha
  • Estados Unidos
  • China
  • Republica Tcheca
  • Polônia

Isso porque Alemanha e Estados Unidos são responsáveis por 66% da produção do lúpulo produzido no mundo.

Um detalhe é que algumas cervejarias produzem o lúpulo utilizado em suas cervejas, o que pode conferir a estes rótulos um sabor diferenciado.

No Brasil pesquisadores estão cultivando em fase de testes ainda o lúpulo, tentando adaptar uma variedade com o nosso clima. As pesquisas estão sendo feitas principalmente em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul.

Como no Brasil nem tudo é bem como esperamos, alguns pesquisadores da serra da mantiqueira literalmente deram uma sorte, pois uma variedade da planta se adaptou ao clima da região de forma acidental e temos ali uma produção modesta, ainda.

Variedades

Como qualquer outra planta o lúpulo tem suas variedades que conferem ao produto final características bem específicas, tornando a cerveja única.

Algumas variedades, são mais amargas outra tem sabores diferenciados, entregam mais aroma, enfim, veja algumas variedades.

Saaz – Origem: Republica Tcheca – Amargor requintado e delicado, aroma flora, utilizado em cervejas pilsen.

Perle – Origem: Alemanha – Pronunciado na ponta da língua com notas de menta e tons picantes.

Tettnang – Origem: Alemanha – Combina Fragrâncias de terra e flores.

Golding – Origem: Inglaterra – Frutado e amadeirado, espalha seu amargor por toda língua.

Fuggle – Origem: Inglaterra – Notas terrosas de feno e erva doce.

Cascade – Origem: Estados Unidos – Forte fragrância de pinho e toranja.

O que o lúpulo faz na cerveja

Aqui no Brasil, o lúpulo aparece quase que só para quebrar o doce maltado, afinal estamos agora aprendendo a apreciar uma bela cerveja.

No Brasil por não termos uma produção em grande escala do lúpulo, ele é importado e pode vir em forma de pallet (uns cubinhos prensados) ou em flor (ao natural) e é usado durante o processo de fervura para a isomerização dos alfa-ácidos, proporcionando o amargor desejado.

lupulo cascade pallet

Porque é utilizado na cerveja

Bom agora que sabemos o que o lúpulo agrega em nossa cerveja, veja porque ele é usado.

Os componentes do lúpulo mais importantes para o processo cervejeiro são os óleos essenciais, os polifenóis e as resinas.

Durante a produção de cerveja, após o mostura e filtração do mosto, se inicia a fervura. A fervura é responsável principalmente para entregar ao produto final o amargor do lúpulo à cerveja e isto se dá através das resinas presentes no lúpulo.

É durante a fervura que ocorre a reação de isomerização do lúpulo, que transforma os compostos menos solúveis em compostos mais solúveis. Isso para pois os compostos menos solúveis conferem o amargor e intensidade à cerveja.

Os óleos essenciais são os responsáveis pelo aroma característico. Como são mais voláteis, os óleos essenciais tem sua maior parte eliminada, sendo assim o motivo pelo qual no processo da fervura o lúpulo é adicionado em dois momentos.

No início da fervura, o lúpulo fica responsável pelo sabor, passando o amargor para o mosto.

No final da fervura, o lúpulo confere ao mosto os aromas.

Não menos importante os polifenóis contidos no lúpulo influenciarão o paladar e o corpo da cerveja, isso porque também possuem efeito antisséptico e bacteriostático, auxiliando no aumento do tempo de conservação da cerveja.

O dry hopping

E para terminar, o lúpulo ainda pode ser utilizado inserido a seco na maturação, fermentação ou até mesmo no envase, técnica conhecida como dry hopping, quando ele vai conferir um aroma mais fresco e marcante na cerveja. O lúpulo pode ser inserido na cerveja diretamente ou através de uma bolsa (tipo pacote de chá) para ser futuramente retirado.

Esta infusão usualmente é de 3 a 4 dias. Ele é muito comum nas cervejas com aroma lupulado destacado, como Bohemian Pilseners e IPAs, por exemplo. Na cerveja artesanal, o lúpulo ganha muito destaque, o que infelizmente não acontece nas cervejas de massa. Nós somos fãs do amargo.

Poder bacteriostático

O lúpulo apresenta algumas substâncias que inibem a proliferação de bactérias na cerveja e por isso dizemos que ele tem efeito bacteriostático. Essa função, inclusive, foi importantíssima para que esta erva passasse a ser frequentemente utilizada na cerveja no passado. Portanto, o lúpulo é um “conservante natural”, ajudando a prolongar a vida de prateleira da cerveja.

Poder antioxidante

O lúpulo é rico em substâncias antioxidantes, que atuam contra radicais livres. Alguns flavonoides são estudados por cientistas em pesquisas contra o câncer e doenças cardiovasculares, como é o caso do Xanthohumol e Iso-Xanthohumol.

Espuma e corpo

A estabilidade da espuma da cerveja é dependente de vários fatores e dentre eles, está também ligada à presença dos compostos amargos do lúpulo, pois eles possuem propriedades tensoativas.

Off-flavors

Apesar do lúpulo trazer principalmente atributos positivos para a cerveja, ele também pode causar alguns problemas! Os off-flavors são os defeitos encontrados na cerveja, sendo que alguns deles podem ser causados pelo lúpulo.

Dois dos mais comuns são o lightstruck, odor causado pela exposição do lúpulo presente na cerveja à luz, e o isovalérico, um aroma de lúpulo velho que remete à chulé!

Outras utilizações para o lúpulo

O lúpulo, que possui aplicação na culinária além da área medicinal, possui intensas propriedades soníferas e calmantes, o que faz do seu chá um ótimo remédio para ansiedade, por exemplo. Confira uma pequena lista das propriedades desta planta “milagrosa”.

  • Anafrodisíaco
  • Relaxante muscular
  • Antibacteriano
  • Anódino
  • Antisséptico
  • Diurético
  • Antiespasmódico
  • Febrífugo
  • Emenagogo
  • Galactagogo
  • Soporífero
  • Tônico amargo
  • Fitoestrogênio
  • Laxante
  • Nervino
  • Sedativo

Benefícios do lúpulo

Indicado em casos de insônia, agitação, úlcera, ansiedade, taquicardia, dores de cabeça, espasmos, fraqueza dos nervos, tensão nervosa e para fazer uma limpeza do sangue, livrando-o das impurezas. Para ajudar no sono é indicado que se coloque a planta em sachês e armazene dentro do travesseiro, assim a pessoa irá desfrutar de suas propriedades calmantes durante o sono tendo assim uma noite mais tranquila sem as dores de cabeça que os calmantes costumam causar.

Como fazer o chá?

Para fazer o chá de lúpulo você irá precisar de 2 colheres de sopa da erva para cada litro de água. Leve a água ao fogo junto com a erva e deixe em repouso até que alcance a fervura, em seguida tampe o recipiente por aproximadamente 10 minutos e coe bem antes de beber. O chá pode ser moderadamente adoçado. Consuma de 2 a 3 xícaras por dia.

O lúpulo também é utilizado em casos de: Anorexia, caspa, diarreia, doença de Crohn, dor de dente, problemas e dores estomacais, flatulências, problemas digestivos, incidência de tumores (de tipo benigno), problemas respiratórios como tuberculose, histeria, dores comuns, problemas de pele como acne, hanseníase, irritações intestinais e para amenizar o desejo sexual excessivo, agindo principalmente nos homens.

Atenção!

Fica proibido o uso do lúpulo para pessoas com diabetes e mulheres grávidas ou em período de amamentação.

Lúpulo na comida

Sim isso mesmo meu amigo lúpulo na comida, e olha que em umas criatividades bem interessantes.

Veja por exemplo queijo maturado com lúpulo.


E rodando a internet vi uma galera fazendo molhos, temperando carne, salada e tantas outras coisas que prevejo que daqui a pouco o lúpulo na comida vai ser a próxima modinha, tipo linhaça, goji berry e tantos mais.

Cosméticos a base de lúpulo

Um princípio ativo extraído do lúpulo é a nova aposta da medicina e da cosmetologia para clarear a pele e prevenir manchas e inflamações. Este ingrediente natural da cerveja é uma flor originária de países frios e é utilizada para dar aquele sabor amargo para a bebida.

O tratamento, chamado de “Peeling de Cerveja”, já é sucesso em países da Europa e da Ásia e agora chega ao Brasil, em versões para uso profissional e também caseiro.

“Para o consumidor ter ideia da qualidade do lúpulo como ativo contra manchas, ele é um dos mais utilizados no Japão, que é um país bastante exigente quando o assunto é manter a uniformidade da pigmentação da pele. Esse ativo promove o clareamento de forma segura e garante que as manchinhas não voltem”, explica a farmacêutica Sara Bentler, da PharmaSpecial, empresa especializada em matéria-prima farmacêutica que vai comercializar o produto no Brasil.

Tipo especial de flavonóide, o lúpulo é um potente antioxidante que, dentre suas ações benéficas para a pele, atua no clareamento e principalmente no combate ao “vai e vem” das manchinhas.

Outra utilização do lúpulo foi feita pelo pessoal da Cia. da Barba que o agregou ao óleo de barba, conferindo ao produto propriedades antissépticas, deodorizantes e muito mais.

oleo para barba com lupulo cia da barba

Fatos que você precisa saber sobre o lúpulo

1. O lúpulo tem propriedades antibióticas

Isso mesmo! Funciona, inclusive, como um ótimo conservante para a cerveja, pois evita a contaminação por bactérias. Também é muito resistente a pragas.

2. O lúpulo é consumido como salada

Em pequena escala, o lúpulo é produzido também como forma de alimento, para saladas. Nesta forma, é conhecido como “aspargo de lúpulo”, devido à semelhança com o vegetal.

3. A planta utilizada na produção de cerveja é feminina

No processo de fabricação das cervejas, só é utilizada a flor do lúpulo, que pertence ao gênero feminino.

Não é brincadeira, mas o lúpulo tem sua variedade masculina e feminina. E somente a planta fêmea é usada na fabricação da cerveja. Isso porque nela são formadas glândulas de lupulina que contêm resinas e óleos, substâncias que conferem as características desejadas à bebida.

4. O Cultivo de lúpulo no brasil é recente

O cultivo da planta de origem europeia chegou ao solo brasileiro em 2014, em uma fazenda paulista, na região da Serra da Mantiqueira. Esse fato é uma conquista para o país, já que há poucos locais no mundo onde o cultivo obtém sucesso, devido à necessidade de um clima bastante específico para a planta.

5. O lúpulo é uma planta trepadeira

Nem todos sabem, mas o lúpulo é uma planta do tipo trepadeira, cultivada verticalmente. Também é utilizado como planta ornamental, em jardins nas regiões com clima favorável.

Esta é uma planta trepadeira, que se desenvolve favoravelmente em climas frios, sendo cultivada principalmente na Europa e na América do Norte. A plantação deve estar entre os paralelos geográficos 30˚ e 50˚, em um solo rico em nutrientes específicos, com água frequente em pequenas quantidades e recebendo muitas horas de sol. Assim, além da Alemanha, outros países com grande produção são: Estados Unidos, China, República Tcheca, Inglaterra, Austrália, Nova Zelândia, entre outros.

6. Pode demorar até 3 anos para atingir a maturidade

A flor leva em torno de 3 anos para atingir seu ponto ideal de uso, que é quando suas propriedades atingem o ápice na formação de amargor e aroma para as cervejas

A plantação de lúpulo se torna rentável entre o 3º e o 15º ano. Nesse tempo, ele chega ao ápice na formação de amargor e aroma. Além disso, passa por um processo de secagem após a colheita. O ingrediente deve ser mantido em locais frescos, secos e sem contato com o oxigênio, uma vez que as resinas podem sofrer degradação se expostas.

7. O lúpulo é parente da maconha

Sim! Literalmente, pertence à mesma família: Cannabaceae, porém, o lúpulo não tem propriedades alucinógenas em nenhuma forma de consumo.

Saiba um pouco mais sobre a descriminalização da maconha e como isso pode te afetar.

8. É legitimamente alemão

Os primeiros registros do cultivo de lúpulo são do século VIII, na região onde hoje está a Alemanha. Ainda nos dias atuais, o país é o maior produtor mundial.

9. É um relaxante natural

O lúpulo pode ser colocado no travesseiro para promover uma boa noite de sono, pois funciona como um relaxante natural. Outra forma de utilizar a planta como calmante é na forma de chá.

10. É fatal para cães e gatos

O contato não é comum, mas, para quem produz cerveja em casa, vale a pena informar. O lúpulo jamais deve ser ingerido por seu cão ou gato, pois é altamente tóxico para eles, provocando ataque epilético, problemas no coração e pode até causar a morte.

Saber utilizar a planta de forma correta é imprescindível para produzir uma bebida saborosa e não correr o risco de obter aromas indesejáveis, um amargor mais ou menos intenso do que o esperado ou uma bebida sem sabor.

Você sabe o que é o lúpulo? Saiba tudo aqui.
4.6 (91.05%) 38 voto[s]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Avatar for Rodrigo

Escrito por Rodrigo

Barbudo com interesses diversos, expert em produtos para barba e cuidados, porem focado em ajudar outros barbudos em como cuidar melhor de suas barbas e ter seu estilo próprio.
Tem alguma dúvida? Pergunte-me e irei lhe ajudar no que for preciso para deixar sua barba top!

Última temporada de Game of Thrones. O inverno está chegando!

Última temporada de Game of Thrones. O inverno está chegando!

Grafeno: O que raios é isso e por que causa tanta curiosidade?

Grafeno: O que raios é isso e por que causa tanta curiosidade?