Esse é um dos visuais mais antigos que se tem notícia. Para alguns garotos, é o grande momento da maturidade, em que os primeiros sinais de que está virando um “hominho” surgem. Também significa um ótimo momento para saber o quanto sua testosterona está começando a ativar de uma forma mais intensa. E por fim, é a experiência mais moderada e mais interessante para quem está começando a crescer a barba. Sim, hoje vamos falar da barbixa.

Também conhecida como “barba de bode”, ou de “sujeirinha” pelos que não gosta de barba, geralmente costuma ser o primeiro visual dos jovens barbudos, junto ao bigode. E a razão é mais genética do que de escolha. Geralmente, esta costuma ser mesmo a área que mais mostra os pelos faciais, sendo um motivo de orgulho para alguns, e um tanto de vergonha para outros.

Seja por um ou outro motivo, vamos destrinchar essa questão toda para você, jovem. E acho que, dessa vez, teremos mais jovens moleques do que os adultos barbados… O que é uma boa, afinal de contas: precisamos sempre renovar as gerações.

A Barbixa e o Começo da Adolescência (ou meio?)

A barbixa é um momento de grande mudança e entrada para o barbudo

Como bem sabemos, a adolescência é uma fase de transição, e mais ainda, de transformações, logo, não é por acaso que temos uma série de mudanças no corpo, e por consequência, na mente, que causam um tanto de rebuliço, curiosidade, e até um tanto de vergonha também.

Nos homens, as mudanças nos níveis de testosterona, mais do que alterações na musculatura, na altura, na mudança de voz e… Em outras partes, ela acarreta em pelos, não apenas no rosto como em várias partes do corpo. Se está em dúvidas sobre o quanto vai crescer, é só ver como isso aconteceu com seu pai ou com seu avô.

Uma coisa é importante se atentar nesse período inicial: o crescimento dos pelos faciais varia bastante de cara para cara. Então nada de ficar chateado caso tenha um amigo que já precise do pós-barba enquanto sua barbixa está em formação. Como varia de acordo com a genética, você realmente vai precisar de um tempo até ficar em seu estado ideal.

Na verdade, pode levar alguns anos ainda, o que não é nenhum problema como vamos ver a seguir. O segredo aqui é avaliar e ir descobrindo o quanto ela vai crescer, que tipo de aparelhos vai precisar para manter o visual, ou mesmo se vai manter: às vezes, quando aparecem uns poucos fios, o melhor é fazer essa aparação, aguardando paciente.

Transformando algo simples em algo grandioso

A barbixa pode ser a porta de entrada para ter uma barba completa

Parece sacanagem pedir para alguns dos jovens barbudos que tirem o visual assim, caso eles ainda não estejam prontos. Só que existe um macete aqui. Parece que você está se desfazendo do visual, porém trata-se de um estímulo para o futuro da barba.

Explico. Os poros da nossa pele, agora estimulados pela testosterona, vão precisar de uma superfície saudável para se desenvolverem. E com esse aspecto ainda em formação – como é o caso das espinhas que nos atrapalham, por exemplo – é mais viável que você trabalhe esse tipo de detalhe do que esperar uma barba cheia e bem estilosa.

A aparação e os estímulos entram aqui para te ajudar, jovem. O primeiro ajuda a facilitar os cuidados com a barba ao utilizar os produtos de acordo sem necessariamente ter a barba. Já o segundo dá essa força com a testosterona em si, aumentando a produção do hormônio em um nível equilibrado com a barba.

Existe uma série de atividades que podem ajudá-lo a estimular a barba. Não é imediato, mas certamente farão a diferença quando o corpo atingir a maturidade necessária para os pelos faciais crescerem em seu maior estado.

Só nisso você já vai ter uma ideia de como é cuidar da barba, e por mais que não precise de um pós-barba cuidando da barbixa, você terá um visual bem foda quando a barba aparecer de uma vez.

E se eu quiser só a barbixa?

Se quer uma referência de barbixa, que tal os barbixas?

Por que não? A barbixa não só pode ser muito estilosa como bem desenhada, como também é a marca registrada de muitos caras por aí. Acho que você já ouviu falar da Cia. Barbixas, não é? Caso não, são três humoristas que, além de engraçados e talentosos, fazem dessa “barba de queixo” ainda mais relevante. Você simplesmente não vai conseguir separar a imagem dos caras sem a barbixa.

Em termos técnicos, a barbixa é um visual bem simples e fácil de manter. Você consegue controlar bem o tamanho, o volume, e até estilizar da maneira que os próprios pelos faciais permitirem. Um exemplo bem icônico é a barbixa estilizada da Aliança Rebelde de Star Wars – essa é para quem já tem um visual bem chamativo e protuberante.

Além disso, a barbixa é uma ótima forma dos caras aprenderem a estilizar e cuidar do visual de uma forma geral. Por ser uma região em que a barba cresce de forma mais intensa, ela permite que você aprenda a manusear os utensílios de aparação e usar os produtos de limpeza e hidratação da barba de uma forma mais tranquila. Pense nela como um “test drive” para o visual que almeja o futuro.


Bem vindo ao mundo incrível das barbas

Conheça o mundo incrível das barbas com a barbixa

Então, gostou da ideia de ter uma barbixa? Cara, essa é literalmente a ponta do que esse universo pode proporcionar aos barbudos de forma geral. Ela permite que encontre mais detalhes sobre si mesmo: o rosto, a personalidade, as ideias de estilo que deseja, e outros tantos mais. Quem diria uma parte aparentemente menosprezada poderia fazer tanta diferença, não é?

Deixe nos comentários o que planeja fazer com a barbixa, jovem! O que não falta são ideias e dúvidas sobre o assunto, principalmente de quem está entrando agora nesse universo e deseja saber mais ainda sobre os pelos faciais. Não deixe de cuidar bem desse visual, e até a próxima!


No Responses

  1. Pingback: Quem nunca teve uma Barbixa? O estilo do pequeno barbudo! | Estilos de barba |cavanhaque - Moda
    Posted on 13/02/2019

Deixe sua pergunta ou opinião

Ad Blocker Detected

Our website is made possible by displaying online advertisements to our visitors. Please consider supporting us by disabling your ad blocker.

Refresh