4.7/5 - (1183 votes)

4.7/5 - (1183 votes)

Acne, espinha, cravo, foliculite podem deixar algumas marcas no rosto, e mesmo na barba, que causam um certo incômodo e algumas situações constrangedoras. Pelo simples fato de surgirem sem mais nem menos e atrapalharem a vida social e principalmente a barba. E apesar da acne, do cravo e da foliculite apresentarem muitas semelhanças, cada doença é bem específica em seus sintomas e métodos de solução.

Com os três sinais capazes de afetar diretamente a sua barba, saber a diferença entre eles pode ser a chave para um tratamento adequado, e o melhor, sem mexer nos pelos faciais. E não, apertar nenhum deles vai resolver realmente o problema.

Vamos entender a diferença entre as três?

A Espinha ou Ance e seus problemas mais visíveis

A Espinha ou Acne e seus problemas mais visíveis no homem barbudo

Embora “espinha” sejam um nome popular, mas seu nome correto, ou melhor dizendo, científico, é acne. A acne é uma doença inflamatória sobre a pele, que ocorre devido a grande produção de sebo na glândula sebácea.

Geralmente atinge pessoas de pele oleosa, normalmente associada à bactéria Propioniumbacterium acnes, e também está relacionado ao aumento de Testosterona no organismo, variando em intensidade.

As espinhas obstruem os poros e a passagem do pelo facial algumas vezes, porém não estão necessariamente ligadas a eles.

Existem os seguintes fatores que favorecem a espinha e a acne:

Genético – Estudos apontam herança genética como um dos fatores para a acne, geralmente de parentes de primeiro grau com o mesmo tipo de doença;

Hormonal – Ocorre principalmente na puberdade, com o aumento de hormônios sexuais levando o aumento na mesma proporção de glândulas sebáceas. O aumento de Testosterona, além do hormônio do crescimento, o GH, são os principais responsáveis pelo aparecimento de espinha e acne. O uso de anabolizantes, que também afetam tais hormônios, podem potencializar o surgimento de mais espinha e acne;

Medicamentos – Efeito colateral de alguns medicamentos pode levar a espinha e acne;

Infecções – Nossa pele é como um espelho: se estamos bem, saudáveis ela transparecerá, e se estivermos doentes também. Nesses casos, é comum quando passamos por algum estágio de infecção aparecer algumas espinha e acne.

Independente das origens, a espinha e a acne podem ser tratadas facilmente com ajuda clínica. Por vezes, principalmente no inverno, elas podem surgir em meio a barba, causando aquelas coceiras que acabam com o visual.

Para evitar a acne em casos de infecções, medicamentos e peles oleosas, temos duas sugestões: lave com um sabonete apropriado para espinha diariamente. Se ainda persistir o sintoma de oleosidade na pele, lave novamente. Só tome cuidado para não passar na barba!

Nesta região, o mais indicado é manter o uso regular do balm para barba.

A outra dica é esfoliação duas vezes na semana, ajudando a renovar as células e desobstruir os poros, e uniformizar a pele. Para as pessoas de pele muito oleosa, o segredo é nunca utilizar esfoliantes/hidratantes (que possuem creme hidratante) – o melhor é optar sempre por um esfoliante em gel. Isto irá ajudar a controlar a acne e espinha.


Se você quer uma alternativa que não seja de produtos em lojas, segue uma receita caseira para esfoliante:

Ingredientes

  • 1 colher de sopa de açúcar
  • 3 colheres de sopa de água

Modo de Preparo

Misture os ingredientes até formar uma pasta. Esta pasta esfoliante pode ser passada em sua pele tranquilamente no corpo, mas principalmente no rosto. Passe após o banho, e enxágue com água fria. Ela não deixará oleosidade, e com o tempo renovará as células de sua pele.

Existem ainda mais alguns cuidados extras que você pode tomar para evitar a acne, inclusive para ela não aparecer entre a barba. Veja a seguir.

5 Técnicas e dicas para evitar a Acne

Técnicas e dicas para evitar a Acne e Espinh

  1. Não use esteroides

    Como parte das razões da acne são o aumento de hormônios como testosterona, e outros feitos a partir dela, como a Diidrotestosterona, por exemplo, uso de medicamentos que estimulem estes hormônios de maneira indevida, como é o caso dos esteroides. levam não apenas a acne, mas também a calvície e outros problemas similares. E você pode ter um corpo mais saudável e forte através de outras técnicas menos invasivas.

  2. Diminua nos Alimentos com Vitamina A

    A Vitamina A possui como principal função o aceleramento da cicatrização da pele, o que torna um grande aliado para feridas causadas por acnes e similares. Mas seu uso em excesso pode levar a outros problemas mais graves, sendo o principal deles os danos ao fígado. Aliás, a presença de espinha e acne em partes específicas do rosto podem indicar este tipo de problema, então fique atento.

    Além de evitar o consumo de pílulas com Vitamina A, tenha um bom controle de alimentos como brócolis, espinafre, maçã, tomates e outras fontes do nutriente beta-caroteno, que guarda uma quantidade expressiva de Vitamina A; Se comer na quantidade correta, e evitar as pílulas, sua pele vai estar livre de acnes por um bom tempo.

  3. Não esprema a espinha ou acne

    Pode parecer exagero colocar isto como uma técnica, ou melhor dizendo, um método do que não, mas é importante controlar aquela vontade quase inquietante de espremer a espinha ou acne, principalmente as que se destacam em meio a barba, ou aquelas em pontos muito proeminentes no rosto.

    Ainda que existam profissionais de saúde que realizem esta técnica em último caso, espremer uma acne de forma errada leva não apenas a apertar ainda mais o pus dentro da ferida, aumentando a inflamação, como também piorando o tempo de cicatrização. A liberdade em acabar com aquela espinha protuberante dura pouco.

  4. Faça bom uso de Maçãs

    Um jeito mais fácil de escapar de acne sem precisar de tantas complicações é comer maçãs com frequência. Comendo uma maçã por dia, as fibras e os antioxidantes presentes nela protegem a pele, e impedem que as inflamações tomem forma. Fácil, não?

  5. Mantenha-se Hidratado

    Beber água na quantidade correta por dia, assim como variantes como água de coco, sucos como os de acerola, limão e laranja, e até água de arroz (!) são suficientes para prevenir o rosto da acne, já que a pele está sempre hidratada, e o sangue com sua circulação estimulada. Muito mais tranquilo do que espremer espinha, certo?

Pedra Hume para o tratamento de espinhas

Devido a ação antisséptica que a Pedra Hume oferece, ela atua removendo bactérias que causam erupções e inflamações na pele.

O produto natural promove a limpeza e o controle da oleosidade da pele deixando sua pele mais viçosa e bonita.

O uso constante de Pedra Hume ajuda a reduzir os poros e ainda oferece mais tônus muscular para a pele.

Uma forma de usar a Pedra Hume para o tratamento de espinhas é misturar o seu pó com duas claras de ovo dando um aspecto de máscara e então aplicar sobre a pele deixando pelo tempo de 20 minutos.

Depois desse período enxágue a pele com água morna e aplique um produto hidratante indicado para pele com acne.

 

Pedra Hume

Compre Pedra hume clicando aqui

Outro ponto é que algumas espinhas podem deixar pequenas feridas que acabam se mostrando bastante desagradáveis. Uma forma de ajudar essas feridas a cicatrizar mais rapidamente é utilizar Pedra Hume.

Algumas espinhas podem deixar pequenas feridas que acabam se mostrando bastante desagradáveis. Uma forma de ajudar essas feridas a cicatrizar mais rapidamente é utilizar Pedra Hume.

O alúmen de potássio contrairá os poros de maneira a fechá-los e assim evitar que o sangue continue saindo.

Pode ser uma ótima saída também para homens que se cortam ao fazer a barba.

Cravo e suas marcas pequenas, mas irritantes

Cravos e suas marcas pequenas, mas irritantes no rosto de um homem barbudo

Os cravos, também chamados de comedão. não são necessariamente são aqueles pontos negros no rosto. Os comedões se dividem em dois ipos, e embora os dois sejam considerados cravos em termos gerais, cada um apresenta seus detalhes.

O Comedão Aberto, aquele de ponto pretinho, é formado da mesma bactéria da acne. Porém, a diferença é que no meio do caminho ele sofre uma oxidação, ficando com o aspecto de ponto preto. Mas fiquem tranquilos, pois não existe bicho dentro dele, como diz a lenda, apenas a bactéria.


Já o Comedão Fechado é um cravo propriamente dito, e sem ponto negro. Ele não fica aberto, lembrando uma “mini-espinha”.

Poderá ser principalmente causado pela obstrução do poro. Em geral, as causas e tratamentos do cravo são as mesmas da acne. Individualmente, eles não chegam a chamar muito atenção, mas em grupos, como aqueles famosos “cravinhos” no nariz, podem causar um péssimo impacto no visual.

Para evitar o Cravo, você pode seguir as dicas adiante

  1. Lave o Rosto com Frequência

    Lavar o rosto com água corrente é a melhor forma de evitar os cravo. Sim, você pode fazer isto durante o banho, mas é involuntário que não lavemos o rosto nestes momentos. Se possível, procure um sabonete antisséptico para passar nas áreas que a barba não cobre, principalmente depois de fazer exercícios físicos. Com o devido cuidado, as bactérias que formam os cravo não se proliferam.

  2. Se você quer espremer cravo, use vapor antes

    Antes, não custa avisar: esta dica não é válida para acne já que são problemas com diferenças expressivas entre si. Dito isso, vamos te mostrar uma técnica muito simples e muito eficiente para acabar com os cravo. Mas tome cuidado.

    Em uma caneca, coloque uma boa quantidade de água, e coloque no fogão. Quando atingir o ponto de fervura, sem desligar o fogão, aproxime o rosto do vapor por alguns minutos, e esprema com cuidado com os cravo, que estarão amolecidos e mortos. Só não deixe o rosto em cima do vapor, pois o risco de se queimar é muito grande.

  3. Tenha cuidado ao aparar a Barba

    Sim, os cuidados com a barba, ou melhor dizendo, os maus cuidados, podem levar o surgimento de cravo. Ao aparar a barba, ou durante os cuidados regulares, certifique-se de que as ferramentas estão limpas e bem guardadas, para que não machuquem a pele, e levem a formação dos comedões.

    Troque regularmente a lamina de barbear e evite de guardar ela no banheiro. Estranho? Sim, mas necessário. Deixando o gilete ou a lâmina de barbear no banheiro, a umidade do local pode começar a enferrujar o metal delas. Assim a barbear fica mais difícil e você acaba machucando mais a pele por forçar mais a lâmina e passar mais vezes.

Foliculite, o Verdadeiro Mal dos Barbudos

Foliculite, o verdadeiro mal dos homens barbudos

A foliculite é o nome que damos aos pelos encravados na barba, que diferente da espinha, que aparecem entre os pelos, sempre formam grandes erupções com os pelos encravados, que inflamam e machucam. Dos três até aqui, este é o pior. É foliculite…


Foliculite é a inflamação do folículo piloso, ou seja, inflamação interna na parte do pelo, onde as glândulas sebáceas produzem muito sebo, formando o pus. A bactéria que faz este estrago é o staphylococcus. A foliculite ocorre em locais onde possui grande quantidade de pelos. Foliculite pode ser causada pela obstrução do folículo por excesso de pele após uma cicatrização por exemplo. Isso não inclui apenas a barba, mas também axilas, couro cabeludo, costas, nádegas, coxas e virilha. Normalmente, pode ser tratada em casa com o uso de sabão anti-séptico ou remédios receitados pelo dermatologista.

Geralmente, por conta da inflamação, o pelo enfraquece e não consegue passar pela pele e pelo poro. Se você sentir um calombo em meio a barba, ou mesmos se tiver barbeado de mal jeito, pode ter certeza de que se trata de uma Foliculite.

A foliculite é especifica da barba?

A foliculite poderá ser encontrada em qualquer região do corpo que tenha pelos, mesmo que sejam aqueles bem fininhos, incluindo o couro cabeludo e a região da barba. Assim, as únicas regiões que ficam sempre livres desse risco são as palmas da mão, as solas do pé e as de transição para mucosa, como os lábios.

Apesar disso, os locais mais comumente atingidos pela foliculite são o pescoço, as costas, as nádegas e as regiões de depilação, em especial as axilas e a virilha.

Sintomas da Foliculite

Sintomas da Foliculite, como descobrir ela cedo

O primeiro sintoma que o confunde com uma acne são as bolinhas vermelhas que surgem tanto dentro como fora barbas, sendo que algumas surgem com bolhas amareladas. Mas suas semelhanças param aí: além de coçarem com grande intensidade, elas doem. Além disso, casos mais graves, com grandes inflamações, levam a cicatrizes e manchas visíveis mesmo com uma barba cheia. E se não tratadas da forma correta acabam por matar o folículo e deixar uma falha na barba.

Estes são os sinais mais claros de uma Foliculite. Agora, como evitá-la?

O que pode causar a foliculite?

Qualquer infecção e inflamação do folículo piloso dá início à foliculite, porem tem certos fatores que contribuem para o aumento disso acontecer:

  • Roupas apertadas e que retém calor;
  • Exposição a ambientes ou água quentes;
  • Suor excessivo;
  • Atrito com lâminas;
  • Lesões de pele provocadas pela depilação;
  • Curativos;
  • Outras lesões de pele como dermatite, acne, escoriações e feridas cirúrgicas;
  • Baixa imunidade provocada por diabetes, leucemia, medicamentos ou imunodeficiências;
  • Uso prolongado de antibióticos, principalmente para tratamento de acne;
  • Obesidade;
  • Alterações hormonais.

Qual a relação do barbear com a foliculite?

Sim barbudos precisam se barbear… Usamos o barbear controlado. Somente para dar o formato que desejamos a nossa barba, como no caso do cavanhaque e quando queremos deixar a linha da bochecha mais definida.

A foliculite da barba ou pseudofoliculite é um problema surge na maioria dos casos depois de cortar a barba, tratando-se de uma pequena inflamação dos folículos do pelo. Esta inflamação surge geralmente no rosto ou pescoço e provoca alguns sintomas desagradáveis como vermelhidão, coceira e pequenas bolinhas vermelhas no rosto, que podem infeccionar e causar abcessos com pus.

O ato de se barbear pode cusar micro lesões nas bordas dos folículos, que geram uma porta de entrada para os microrganismos. Assim, você precisa procurar um lugar especializado para identificar o método mais adequado de barbear para seu tipo de pele. Um dermatologista é um aboa opção para te ajudar com isto.

Tratamentos para a foliculite

O tratamento da foliculite consiste basicamente em autocuidados. Casos leves geralmente desaparecem sozinhos, com o pelo rompendo a fina camada de pele. Nestes casos, um sabonete esfoliante e uma bucha devem ser o bastante.

Porém pode ser necessário usar antibióticos e outros medicamentos em casos mais graves onde se tem grande concentração de foliculite. Nestes casos um dermatologista deve ser procurado, pois é necessário descobrir investigar qual microrganismo específico está causando a foliculite e aí sim tratá-lo.

E um ponto que vale ser reforçado é: durante o tratamento é importante não “cutucar”.

5 técnicas e dicas para evitar a Foliculite

A melhor forma para tratar os pelos encravados da barba é deixar que ela cresça naturalmente, evitando barbear. Porém, se demorar muito tempo para melhorar pode-se experimentar fazer uma esfoliação leve no rosto, utilizando um esfoliante caseiro, por exemplo.

Mesmo assim, quando os pelos encravados não melhoram ou evoluem para uma situação mais grave, deve-se consultar um dermatologista pois pode ser necessário realizar um tratamento a laser para desencravar o pelo e produzir um efeito anti-inflamatório e antimicrobiano, que evita que a barba volte a encravar quando crescer.

Para complementar os seus cuidados regulares com a barba, para evitar problemas como a Foliculite, vamos apresentar algumas técnicas simples, porém muito úteis. E que de certa forma, se relacionam com os aspectos acima.


  1. Esfoliação

    Uma das melhores formas. Duas a três vezes na semana, intercalando os dias, ou deixando entre um e três dias de descanso para a pele. Com uma boa esfoliação, você consegue deixar sua pele mais maleável para a saída do pelo e causando a renovação celular que evita a inflamação. Em casos mais graves a cura da foliculite é a depilação à laser.

  2. Não use lâminas velhas ao fazer a barba

    Não se arrisque: lâminas velhas, sem corte, podem não só dificultar os cuidados com a barba, como aumentar o risco de pequenos cortes que levam a uma foliculite. Atualmente, existem lâminas e produtos que bastam apenas trocar o refil, o que torna o custo benefício mais tranquilo. Mas isto apenas se desejar uma barba mais curta ou desenhadas como é o caso do cavanhaque. Para estilos mais volumosos, existem outras saídas.

  3. Nunca passe a lâmina da direção contrária do pelo

    Quando o homem passa as lâminas no sentido contrário ao do crescimento do pelo, ele acaba empurrando-o para embaixo da pele antes de ser cortado. Isso deve ser evitado, uma vez que pode provocar foliculite.

  4. Use produtos adequados para fazer a barba

    Outro cuidado simples e prático para acabar com a foliculite é ter um cuidado mais apurado ao aparar a barba. Use produtos adequados com o creme de barbear no lugar da espuma de barbear e para barbas desenhadas, o gel de barbear é uma ótima saída. Produtos para fortalecer os pelos ião te dar uma excelente ajuda também. Desta forma, você garante uma barba mais bonita, e um rosto livre de foliculites, espinha e cravos.

  5. Em caso de Irritações, não faça a barba

    Se você perceber os sintomas de foliculite, ou de quais outras marcas no rosto como as descritas mais acima, não faça ajustes na barba, apenas mantenha a limpeza regular. Procure um dermatologista, para que identifique através de tratamentos adequados o que de fato o que está causando a foliculite. Mesmo uma lâmina nova pode causar um enorme estrago se você não souber o que está fazendo.

  6. Lave o Rosto com Água Fria

    Sempre após a limpeza do rosto, ou mesmo após o banho, lave o rosto com água fria, de preferência com um pouco de gelo. A água fria vai ajudar a fechar os poros a um ponto em que os pelos do rosto não serão afetados por bactérias.

Agora que você sabe quais as diferenças entre cravo, acnes, espinha e a foliculite, pode se proteger e tratar de acordo. Deixe nos comentários como você cuidou destes casos, e compartilhe suas experiências com a barba. Até a próxima!

Quer receber no seu email excelentes conteúdos iguais a este? Então cadastre-se em nossa newsletter.


Comments (5)

  1. Avatar for Rodrigo Renato
    Posted on 19/07/2019
  2. Avatar for Rodrigo Amanda silva
    Posted on 06/05/2019
  3. Pingback: Pele Inflamada Acne – El Acne
    Posted on 07/11/2017
  4. Avatar for Rodrigo Ricarte
    Posted on 09/02/2017
    • Avatar for Rodrigo Rodrigo
      Posted on 09/02/2017

Deixe sua pergunta ou opinião

Ad Blocker Detected

Our website is made possible by displaying online advertisements to our visitors. Please consider supporting us by disabling your ad blocker.

Refresh